5 de junho de 2014

Greve do metrô afeta 4,5 milhões em SP

A greve dos metroviários, que tem início nesta quinta-feira (5) na capital paulista, deve afetar 4,5 milhões de passageiros de Metrô — essa é a estimativa do número total de usuários mencionada pelo Metrô, em nota, após o anúncio da paralisação.

A única linha que deve funcionar é a 4-Amarela, pois é privatizada e tem quadro de funcionários distinto.

Os metroviários recusaram proposta de 8,7% de aumento. Na semana passada, os funcionários do Metrô chegaram a propor ao governo que a paralisação fosse trocada pela catraca livre. O governador Geraldo Alckmin recusou a oferta.

A greve deve ainda afetar passageiros da CPTM, que decidiu fechar a estação Corinthians-Itaquera e controlar o fluxo na catraca, e também deixar o trânsito da cidade mais carregado por causa da suspensão do rodízio anunciado pela CET.

Após o Metrô entrar com um pedido liminar, o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) determinou que trabalhadores mantenham 100% do quadro durante os horários de pico e 70% nos demais horários. O sindicato da categoria, porém, informou que não cumprirá a determinação da Justiça, pois não havia sido notificado até a noite de quarta e, com isso, não haveria tempo hábil para reunir os trabalhadores.

Leia mais notícias de São Paulo

Outro fato que pode causar transtornos para quem precisa se locomover pela cidade deve ser uma segunda greve — funcionários da CET também decidiram, na quarta-feira à noite, iniciar uma paralisação por tempo indeterminado, após recusarem proposta de aumento de 8%. A decisão foi tomada durante assembleia realizada na Câmara Municipal de São Paulo.

Números

Embora o Metrô tenha mencionado, em nota, que a estimativa do total de usuários seja de 4,5 milhões, a média diária de viagens é inferior a isso — gira em torno de 3 milhões.
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).