Diário da CPTM / O blog com a informação precisa que você pode confiar! Informações sobre transporte público, mobilidade urbana, trem, Metrô, CPTM, ônibus e muito mais.

Diário da CPTM


9 de novembro de 2018

​Obras alteram circulação dos trens neste final de semana


 Não haverá serviços no domingo de manhã devido ao segundo dia da prova do Enem

Neste final de semana (10 e 11/11), a CPTM realizará obras de modernização em suas linhas. Não haverá serviços na manhã de domingo devido ao segundo dia da prova do Enem. Já a Linha 9-Esmeralda terá operação especial em razão do Grande Prêmio de Fórmula 1. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Extensão da Linha 7-Rubi (Francisco Morato a Jundiaí)

Domingo: das 13h à meia-noite, haverá serviços nos equipamentos de via permanente nas imediações da Estação Jundiaí. Também serão instalados na estação sistema de proteção contra descargas atmosféricas. O intervalo médio entre os trens será de 35 minutos entre as estações Francisco Morato e Jundiaí.  

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado:  das 20h até o fim da operação comercial, as intervenções ocorrerão nos equipamentos de via permanente entre as estações Santa Teresinha e Antonio João; no sistema de rede aérea entre Barueri e Jandira; e no sistema de sinalização entre Domingos de Morais e Imperatriz Leopoldina.  O intervalo médio entre os trens será de 21 minutos em toda a linha. 

Domingo:  das 13h à meia-noite, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea entre as estações Barueri e Itapevi. Das 13h às 23h, também serão executados serviços nos equipamentos de via permanente entre Carapicuíba e Santa Teresinha. O intervalo médio entre os trens será de 16 minutos de Júlio Prestes a Barueri e de 32 minutos de Barueri a Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Grajaú – Osasco)

A linha terá operação especial devido ao Grande Prêmio de Fórmula 1
Sábado: das 6h às 18h, o intervalo será de 7 minutos, em média. A partir das 18h, o intervalo passa a ser de 10 minutos. 

Domingo:  O intervalo médio entre os trens será de 6 minutos das 6h30 às 17h em toda a linha. Entre 17h e 19h, os trens circularão com intervalo de 5 minutos entre as estações Pinheiros e Grajaú e com intervalos de 10 minutos entre Osasco e Pinheiros. Além disso, para atender o aumento de demanda esperado no final da corrida, à tarde haverá trens vazios partindo da Estação Autódromo.

Linha 11-Coral (Luz – Guaianases)

Domingo: das 13h à meia-noite, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Corinthians-Itaquera e Guaianases. O intervalo médio entre os trens será de 15 minutos entre Luz e Brás e de 30 minutos de Brás a Guaianases. 

Extensão da Linha 11-Coral (Guaianases – Estudantes)

Domingo: das 13h à meia-noite, as intervenções ocorrerão nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Antonio Gianetti Neto. O intervalo médio entre os trens será de 25 minutos de Guaianases a Estudantes. 

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Domingo: das 13h à meia-noite, serão realizados serviços programados na Linha 13-Jade, no trecho entre Eng. Goulart e Comendador Ermelino, além de obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Engenheiro Manoel Feio e Itaquaquecetuba. O intervalo médio dos trens será de 35 minutos em toda linha. 

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros, aos finais de semana, feriados e madrugadas.  Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.
Share:

Prefeitura inicia operação Carlos Caldeira Segura para reduzir acidentes na via da zona sul

Programa já foi aplicado na Estrada do M´Boi Mirim e na Avenida Celso Garcia

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, inicia nesta sexta-feira (09) a operação Carlos Caldeira Segura, com medidas estruturais e operacionais para aumentar a segurança da via e reduzir acidentes. A avenida da zona sul da capital recebeu melhorias na sinalização horizontal e vertical, aumento do efetivo de agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e alterações viárias em pontos críticos.

A via também teve a reprogramação dos semáforos para garantir a segurança dos pedestres. Assim como implantado nos programas M´Boi Segura e Celso Garcia Segura, a CET reforçou as ações com faixas, banners e quatro Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs), para a orientação dos usuários.

O secretário de Mobilidade e Transportes, João Octaviano Machado Neto, destaca que a administração tem adotado medidas dentro do conceito de via segura para reduzir os riscos de acidentes. Para ele, além de melhorar a sinalização, o monitoramento e a fiscalização na avenida, também é fundamental que os usuários se comportem de maneira adequada. “É muito importante que os motoristas respeitem as leis de trânsito e que os pedestres utilizem a faixa para realizar a travessia”, conclui.

De acordo com os dados da CET, a Carlos Caldeira Filho apresentava riscos elevados de acidentes por automóveis, principalmente por desrespeito às leis de trânsito. A via teve ocorrência de duas mortes em 2017, no entanto, os números deste ano apontaram para a necessidade de intervenção de segurança. No 1º semestre de 2018, foram registradas sete mortes, em cinco acidentes.

Após análise das ocorrências, a CET identificou pontos críticos, por exemplo, na altura no número 33. Foram registrados choques de veículos contra o muro de proteção da coluna. “Os dados consolidados apontaram para a necessidade imediata de ações de engenharia de tráfego. Implantamos elementos estruturais e nova sinalização para proteger pontos passíveis de choque”, explica o presidente da CET, Milton Persoli.


Resumo das medidas implantadas:

  Implantação de tachões e de zebrado amarelo divisor de fluxos opostos, criando um canteiro central, entre a Rua Joaquim Teixeira e a Estrada do Campo Limpo;

  Implantação de faixas de segurança mais largas em travessias com elevados volumes de pedestres – aumento de 4 metros de largura para 6 metros;

  Implantação de defensa tipo New Jersey para proteção do pilar na altura no número 33, próximo à Rua Baldomero Carqueja;

  Implantação de defensa metálica próximo à Avenida das Belezas;

  Aumento do efetivo da CET, passando de 4 agentes para 19 nos dias úteis;

  341 novas placas de trânsito, 630 tachões e 950 tachas;

  4.500 m2 de sinalização horizontal revitalizada;

  10 técnicos da SPTrans e 16 funcionários das empresas operadoras orientando os motoristas de ônibus.

Agentes da CET e da São Paulo Transporte (SPTrans) também irão reforçar os trabalhos na implantação da faixa reversível exclusiva de ônibus, ativada no pico da manhã, de segunda a sexta-feira, das 6h às 9h, entre a Avenida das Belezas e a Avenida Giovanni Gronchi. O trecho de 1,3 km teve a sinalização ampliada, com a colocação de duas placas luminosas alertando usuários para a operação de reversão.

A SPTrans irá trabalhar em conjunto com as empresas que operam as linhas de ônibus da Carlos Caldeira Filho, para que orientem os funcionários quanto aos princípios de direção defensiva e segurança viária, atenção aos pedestres – em especial nas faixas de travessia – e o respeito à velocidade máxima da via.

 A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes tem adotado medidas voltadas à redução de acidentes e proteção à vida. Como resultado, houve queda de 7% nas mortes na capital em 2017, na comparação com 2016. Em 31 de julho de 2017, a SMT implantou a M´Boi Segura, responsável pela redução de 47% do número de mortes anuais em acidentes de trânsito naquela via. Os dados consolidados da CET, de 31 de julho de 2017 a 31 de julho de 2018, mostram oito mortos na via, em acidentes de trânsito, contra 15 mortes no mesmo período do ano anterior.

A Avenida Carlos Caldeira Filho tem 4,9 km de extensão e contra com três estações de metrô da Linha 5 (Vila das Belezas, Campo Limpo e Capão Redondo), além de quatro terminais de ônibus próximos (João Dias, Capelinha, Capão Redondo e Metrô Campo Limpo).


Vida Segura

A Carlos Caldeira Segura faz parte das ações que englobam o Programa Vida Segura, anunciado em maio deste ano, que adota o conceito de Visão Zero, que parte da premissa de que nenhuma morte é aceitável no trânsito. Criado na Suécia em 1997, o Visão Zero já é usado como referência para a implementação de um plano de segurança viária de longo prazo em cidades como Nova York, Cidade do México, Bogotá e, agora, São Paulo.

O Programa Vida Segura inclui ações já em desenvolvimento pela Secretaria como Marginal Segura, M’Boi Segura, Celso Garcia Segura, controle da velocidade dos ônibus em 50 km por hora, Sexta sem Carro e Áreas Calmas.

  Prefeitura da Cidade de São Paulo 
Share:

Estação São Paulo-Morumbi passa a funcionar em horário comercial a partir deste sábado


Quando completa, a Linha 4 terá 12,8 km de extensão operacional e deverá transportar 1 milhão de pessoas por dia.

A estação  São Paulo-Morumbi, da Linha 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro, passará a funcionar em horário comercial pleno a partir do próximo sábado (10).

O horário de operação da estação São Paulo-Morumbi passará a ser das 4h40 à meia-noite de domingo a sexta-feira e aos sábados das 4h40 à 1h da manhã, como no restante da linha e rede metroviária.

Linha 4-Amarela - Projetada para ser implantada em fases, a Linha 4-Amarela está em operação desde 2010 e já transportou mais de 1,3 bilhão de pessoas. A linha, que é construída pelo Metrô de São Paulo e administrada pela concessionária ViaQuatro, permite a conexão com seis linhas da rede sobre trilhos de São Paulo, em quatro estações. Por ela, passam em média 750 mil pessoas por dia útil.

A segunda fase de implantação da linha compreende a construção das estações Fradique Coutinho (aberta em 2014), Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire e São Paulo-Morumbi (abertas em 2018) e Vila Sônia (2020), além do terminal de ônibus Vila Sônia e um túnel de 1,5 km para chegada até esta última estação. Também está incluído no projeto a complementação do Pátio de Manutenção da Vila Sônia, além da compra e instalação das portas de plataforma e dos sistemas de alimentação elétrica, auxiliares e de telecomunicações. Esta etapa tem o valor orçado em R$ 1,9 bilhão (Fase 2).

Quando completa, a Linha 4 terá 12,8 km de extensão operacional e deverá transportar 1 milhão de pessoas por dia.

Diário da CPTM 
Share:

Policial militar morre ao ser atingido por trem da CPTM

Um passageiro saiu do Brás às 23h e às 00:01 ainda estava na estação São Caetano 

Policiais estavam correndo pela linha férrea atrás de um suspeito de furto de celular

Na noite da última quinta-feira 08/11, um policial militar morreu após ser atingido por um trem da CPTM na Linha 10-Turquesa. Segundo informações, a polícia havia sido acionada após um furto de celular. Por ter um indicador de sua localização em tempo real, os PMs entraram na via entre as estações São Caetano e Utinga, buscando encontrar o suspeito do crime e ou o aparelho.

Quando atravessavam a via, um trem passava no mesmo momento e apesar de acionar os freios e buzina, não houve tempo para que o soldado da PM saísse dos trilhos e infelizmente acabou por ser atingido de forma fatal.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas não foi possível salvar a vida do policial. Vale lembrar que o trecho é bem escuro e os policiais não usam coletes refletores o que dificulta a visualização com maior distância.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente.

A circulação ficou alterada na Linha 10, desde as 21h, até o término da operação comercial.

Por Willian Moreira
Share:

8 de novembro de 2018

Novembro Azul terá ação nesta quinta-feira (8) na Linha 5-Lilás

Ação da campanha idealizada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida ocorrerá nas estações Adolfo Pinheiro e Largo Treze, com objetivo de alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linhas 5-Lilás de metrô de São Paulo e Linha 17-Ouro de monotrilho, em apoio ao Instituto Lado a Lado pela Vida, idealizador do Novembro Azul, recebe nesta quinta-feira, 8 de novembro, das 10 às 15 horas, ação para conscientização do diagnóstico precoce do câncer de próstata. Este ano, a ação será inspirada no tema "A vida não é um jogo".

Na ocasião, homens vestidos de jogadores e juízes de futebol circularão nas estações Largo Treze (das 10h às 12h) e Adolfo Pinheiro (das 13h às 15h) e irão interagir com os passageiros e, de forma lúdica, mostrarão o cartão azul que faz o alerta sobre a importância do homem se cuidar. "Nosso objetivo é desmistificar o diagnóstico desta doença, já que milhares de homens deixam de fazer o exame de toque retal devido ao tabu que ainda persiste", afirma Marlene Oliveira, presidente do LAL.

A iniciativa também oferecerá aos passageiros da linha o serviço de aferição da pressão arterial, além de distribuir materiais de divulgação com informações sobre o câncer de próstata, as formas de prevenção e as consequências da doença.


Serviço:
Campanha Novembro Azul
9h30 – entrada estação Adolfo Pinheiro
10h – 12h – Estação Largo Treze
12h – 13h – Intervalo
13h – 15h – Estação Adolfo Pinheiro
Share:

7 de novembro de 2018

Metrô inaugura espaço voltado para a história do transporte metroviário



Estação Memória foi inaugurada hoje na estação da Sé. A entrada é gratuita

Na tarde desta quarta (7), o Metrô inaugurou um espaço cultural, voltado para uma mostra sobre a história do metrô de São Paulo.

A "Estação Memória" é um túnel que através de objetos expostos, além de fotos e telas com imagens, contam a história do transporte sobre trilhos, desde antes do Metrô. Partindo de aproximadamente o ano de 1900, é possível ver mapas, plantas, imagens e objetos que mostram a evolução do sistema até os dias atuais. Também é possível entrar em uma maquete em tamanho real de uma cabine de trem do Metrô.

A exposição ficará por dois anos no local e é gratuita. Basta chegar e aproveitar mesmo que de forma rápida, para conhecer um pouco mais sobre este transporte que muitos de nós utilizamos todos os dias.

Confira abaixo dias e horários.

De segunda a sexta-feira das 9h até às 18h
Entrada Gratuita

Por Willian Moreira
Share:

Canais oficiais do Diário da CPTM


Facebook: www.facebook.com/DiariodaCPTM (Cuidado com páginas FAKE temos apenas uma página no Facebook)


Twitter: @DiariodaCPTM


Instagram @diariodacptm

Postagens mais visitadas