23 de outubro de 2013

Manifestantes desistem de paralisar trens da CPTM


Representante da empresa diz que vai receber grupo do Distrito de Jundiapeba e promete diálogo para atender pedidos

Solução

População aponta série de problemas sem solução em Jundiapeba

Moradores de Jundiapeba que protestaram no começo da tarde desta quarta-feira (23) e ameaçavam paralisar a circulação de trens da Companhia Paulista de Transportes Metropolitanos (CPTM) desistiram da ação após um representante da empresa garantir que vai atender às reivindicações e agendar uma reunião para ouvir a população.

Encarregado de negociar com os protestantes pela companhia, o assistente técnico Givanildo Marcelino Camargo agendou para a próxima quarta um encontro entre dirigentes e seis líderes comunitários para tratar das questões referentes à atuação da empresa no município.

Os manifestantes exigem que a CPTM coloque uma cancela eletrônica na passagem de nível que existe no bairro para proteger os pedestres e evitar mortes. Segundo o líder comunitário, Josias Pereira, está é uma reivindicação antiga – de 2004 - e que ainda não foi atendida.

O representante da empresa ferroviária adiantou, no entanto, que a barreira está sendo produzida, mas ainda não definiu prazo para implantar a cancela.

“A posição [da CPTM] é que já existe o projeto, o portão está sendo fabricado”, afirmou Camargo.

Outros pontos

Os manifestantes pediam, além da cancela, investimento na infraestrutura de Jundiapeba, que tem recebido elevado número de novos empreendimentos, segundo os moradores, e poucas contrapartidas.

“Só fizeram [melhorias] que beneficiam a eles, como colocar um pedágio e regularizar a distribuição de água em algumas ruas, mas isso é porque entra dinheiro no bolso da Prefeitura”, reclamou o líder comunitário Josias Pereira, 42.

Vias interrompidas

Convencidos a não invadir a linha férrea, os manifestantes decidiram continuar o protesto, que durou cerca de uma hora, caminhando pela Avenida Lourenço de Souza Franco, interditando parte da pista sentido Centro por cerca de 20 minutos.  Durante esse período, o tráfego de carros foi interrompido pela Polícia Militar (PM), que escoltou os moradores durante o protesto.

Munidas de cartazes e bandeiras, cerca de 50 pessoas participaram do protesto.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa
ÚNICO DA REGIÃO ENTREGUE TOTALMENTE ACABADO, COM PISO EM TODAS AS ÁREAS ✅ ESCRITURA GRÁTIS! 💥 APARTAMENTOS LOCALIZADOS A 1,8 KM DA ESTAÇÃO BALTAZAR FIDÉLIS 💥 Se você: ✅ Trabalha registrado ✅ Possui renda familiar de R$ 2200 ou mais ✅ Possuis FGTS Não perca mais tempo, saiba que você possui um excelente potencial de financiamento e não pode deixar essa oportunidade escapar! SUA OPORTUNIDADE CHEGOU ✅ 1 Vaga ✅ Condomínio com portaria 24hs. ✅ Piscina ✅ Salão de Festas ✅ Churrasqueira ✅ Quadra ✅ Playground ✅ Plantas de 46 e 46 M². O único da região que entrega totalmente acabado e pronto para morar ***Use seu FGTS *** Financiamento Caixa Econômica Federal *** Entrega garantida pela Caixa prevista para maio de 2019. Localização Município: Francisco Morato CEP do imóvel: 07996-005 Bairro: Res São Luis VISITAS SOMENTE COM AGENDAMENTO PRÉVIO Fale com agora mesmo no telefone ou WhatsApp com: RICARDO - 11-987405205