2 de outubro de 2013

CPTM adia licitação ambiental do Expresso Jundiaí

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) publicou em seu site o aviso de suspensão da sessão pública para recebimento de propostas técnica, comercial e documentos de habilitação da concorrência para contratação de empresa para a elaboração da documentação técnica para o licenciamento ambiental do trem expresso entre São Paulo e Jundiaí.

Segundo o aviso, o adiamento é "sine-die", por tempo indeterminado.  A licitação foi lançada em agosto e a entrega das propostas estava prevista para 24 de setembro.

Segundo o site da Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, o projeto funcional da linha, concluído em 2011, diz que será possível aproveitar parte da faixa ferroviária existente da Linha 7-Rubi da CPTM. 

A linha terá 47 km de extensão, totalmente segregados das vias do trem metropolitano.
Serão duas estações terminais: Jundiaí e Água Branca. Está prevista a construção de um pátio de manutenção e estacionamento de trens. O tempo de viagem estimado entre São Paulo e Jundiaí é cerca de 25 minutos.

Revista Ferroviária 

http://feeds.feedburner.com/PortalDirioDaCptm
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

tonyreggaemusic @yahoo.com.br disse...

porque envés de fazer expresso para Jundiái porque não deixa um trem dessente pelo menos até Francisco Morato


As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).