11 de junho de 2014

Metrô não vai entrar em greve na abertura da Copa

Os metroviários decidiram não entrar em greve nesta quinta-feira (12), dia de abertura da Copa do Mundo. A decisão foi tomada em assembleia na sede do sindicato da categoria, na noite desta quarta (11).

Uma reunião entre representantes da Companhia do Metropolitano de São Paulo e do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários, no Ministério Público do Trabalho (MPT), terminou sem acordo em relação à demissão de 42 funcionários. O Metrô, porém, se comprometeu a levar à direção da companhia a proposta do MPT, que sugeriu que as demissões fossem discutidas caso a caso com a apresentação das provas das faltas graves, favorecendo a apresentação de defesas e contra-provas. Os metroviários estão reunidos em assembleia neste momento para decidir se haverá greve nesta quinta-feira, 12, dia da abertura da Copa.

Cerca de 50 manifestantes fecharam a Avenida Paulista por volta das 18 horas em apoio aos metroviários. "Abusivo é o governador, a greve é justa, é de trabalhador" e "Não vai passar nenhuma demissão, tá todo mundo unido pela readmissão", gritavam os manifestantes, contrários às demissões promovidas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) na segunda-feira, 9. A avenida foi liberada às 19h35.

Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).