23 de junho de 2014

Metrô investe R$ 19,4 bilhões em obras de 4 linhas novas; mais 3 aguardam contratação

São Paulo (Agência Hoje) - O Governo de São Paulo anunciou esta semana que está investindo R$ 19,4 bilhões na construção simultânea de quatro novas linhas de Metrô. Outras três obras de grande porte estão em fase de licitação e de contratação e devem ter os serviços iniciados no início do segundo semestre.

Atualmente estão sendo realizados o prolongamento da Linha 5-Lilás, entre o Largo Treze e a Chácara Klabin; a implantação da Linha 15-Prata, em monotrilho, da Vila Prudente até a Cidade Tiradentes; a segunda fase da Linha 4-Amarela (Vila Sônia-Luz); e a implantação da Linha 17-Ouro  ligando o Jabaquara a Congonhas.

Da estação de Congonhas sairá uma conexão para as estações Morumbi da CPTM e São Paulo-Morumbi do Metrô. As quatro linhas estão em obras ao mesmo tempo, segundo o Governo, para melhorar a mobilidade urbana e reduzir a dependência do transporte individual, feito em carros e motocicletas.

Brasilândia e Dutra

Além das quatro novas linhas em andamento,  já estão sendo realizadas as obras da linha Laranja, que vai ligar a Brasilândia, na zona norte da capital paulista, ao centro e a extensão da Linha 2- Verde, que funciona atualmente entre Vila Madalena e Vila Prudente, até a Rodovia Presidente Dutra, na divisa com Guarulhos.

A Linha 13 da CPTM vai ligar o aeroporto de Guarulhos aos trilhos, em uma ação inédita no Brasil. A Linha 17, de monotrilho, que chegará ao aeroporto de Congonhas e a construção da Linha 13 da CPTM, que irá até ao aeroporto de Cumbica, vão conferir mais mobilidade à rotina de quem mora ou trabalha em São Paulo.

Levantamentos feitos pelo Metrô de São Paulo indicam que o sistema recebe diariamente 4,7 milhões de passageiros. Em mais de 38 anos de operação comercial já transportou 22,6 bilhões de passageiros, o que corresponde a três vezes a população mundial, cerca de 15 vezes a população da China e 109 vezes a população de todo o Brasil.

Em São Paulo, atualmente o Metrô realiza cerca de 4.500 viagens por dia. Só para os serviços de manutenção, o Metrô conta com 2.,400 funcionários que se revezam em turnos. Durante o dia, 65% do grupo está atuando. À noite, 20% da equipe trabalha e os outros 15% se empenham em turnos de revezamento.

Manutenção 24 Horas

A manutenção dos trens é feita de acordo com a quilometragem rodada enquanto que a dos trilhos pode ser feita por periodicidade e por monitoramento. Para monitorar os trilhos, a equipe faz uma varredura com um caminhão ao longo da via. Nos pontos em que são encontrados danos , os técnicos utilizam um equipamento de ultrassom, similar ao utilizado em clínicas médicas, para detectar exatamente o local do problema e consertá-lo.

Outra atividade realizada todas as noites é a lavagem das vias. Com um caminhão abastecido com água de reuso, os funcionários lavam as paredes e os pisos dos túneis, o objetivo é retirar o pó que poderá trazer algum tipo de falha nos trens. A cada noite um trecho da via é limpo e em torno de um mês toda a linha é lavada.

"Me sinto muito orgulhoso. Estou quase encerrando minha carreira, mas graças a Deus criei meus filhos aqui. Já estou há 21 anos na companhia e me sinto muito satisfeito”, comenta o técnico Francisco Carlos Gedor.

Os investimentos são altos em manutenção e podem chegar a R$ 120 milhões por ano, considerando os materiais sobressalentes e equipamentos. Recentemente foram compradas duas máquinas alemãs para conserto dos trilhos.

“Com a passagem dos trens, os trilhos sofrem um desgaste natural, principalmente nos trechos de curva. Esta máquina tira as imperfeições e faz com que os trens possam correr de uma forma mais suave, sem causar nenhum tipo de desconforto ao usuário”, explica Antonio Marcio, do Centro de Controle Operacional.

Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).