Direto do MetrôAtualizado em: 17/05/2018 17:41

Metrô
Linha 1 -AzulOperação Normal
Linha 2 -VerdeOperação Normal
Linha 3 -VermelhaOperação Normal
Linha 5 -LilásOperação Normal
Linha 15 -PrataOperação Normal

21 de janeiro de 2014

Estação da Luz disputa título de 'símbolo' de São Paulo



A nova Estação da Luz vai completar 113 anos
créditos: Isadora Xavier (flickr.com/isadorabx)

Para celebrar o aniversário de 460 anos de São Paulo, no próximo dia 25 de janeiro, o SPTV selecionou 10 pontos da cidade e quer saber qual deles é o símbolo da cidade. A enquete tem como opções Masp, Parque do Ibirapuera, Catedral da Sé, Estação da Luz, Teatro Municipal, Mercado Municipal da Cantareira, Pacaembu, Ponte Octávio Frias de Oliveira - a Ponte Estaiada, Avenida Paulista e Pateo do Collegio.

A votação vai até o dia 22 de janeiro e o resultado será divulgado no dia do aniversário da cidade.

Estação da Luz
Construída em 1867 pela Estrada de Ferro Inglesa, The São Paulo Railway, a então modesta Estação da Luz fazia a linha entre Jundiaí, interior de São Paulo, e Santos, de onde o café era exportado. Em 1895 e 1900 a companhia construiu outra estação no mesmo lugar em estilo neoclássico e com estruturas que copiam o Big Ben e a abadia de Westminter. Os materiais da construção foram todos importados da Europa.

A inauguração da nova Estação da Luz foi no dia 1º de março de 1901. Todas as personalidades ilustres que tinham a capital como destino eram obrigadas a desembarcar no local.

Hoje a estação dá acesso a duas linhas da CPTM: Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato) e Linha 11-Coral (Luz-Estudantes), além das integrações gratuitas com as Linhas 1-Azul e 4-Amarela, do Metrô. Diariamente, a estação recebe uma média de 450 mil usuários. A instalação também oferece acesso a diversas atrações culturais da cidade, como a Pinacoteca, o Museu de Arte Sacra, a Sala São Paulo e o Museu da Língua Portuguesa.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

RESPONSABILIDADE

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.