12 de maio de 2014

Após ameaça de greve, tentativa de conciliação entre funcionários e CPTM fracassa

Quatro sindicatos de trabalhadores anunciaram paralisação na próxima quinta-feira

A audiência entre representantes de quatro sindicatos e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), na tarde desta segunda-feira (12), terminou sem acordo. O objetivo da conciliação era evitar a greve dos ferroviários, marcada para quinta-feira (15).

Além de tentar suspender a greve, a desembargadora e a companhia propuseram, sem sucesso, a dois dos quatro sindicatos — aos Sindicatos dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana (Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda) e dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil (11-Coral e 12-Safira) — que aceitassem um acordo firmado no ano passado entre a CPTM e outras duas entidades representativas — Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo e a Associação dos Engenheiros Ferroviários.

Uma segunda audiência foi marcada para quarta-feira (14), às 14h30, para discutir as reivindicações dos trabalhadores, como reajustes do salário, vale-refeição e alimentação, além da redução da jornada de trabalho dos maquinistas. No mesmo dia, os sindicatos farão assembleias para decidir se será mantida a greve.

R7

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM. 
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).