23 de março de 2014

Obra de separação de linhas na região está 90% concluída

Nova previsão informada pela MRS Logística para o término dos trabalhos é o final do 1º semestre deste ano

A segregação das linhas férreas de transporte de passageiros e de carga está 90% concluída, mas a entrega dos novos trilhos não acontecerá no primeiro trimestre deste ano, conforme anunciou anteriormente a MRS Logística, que executa a separação dos trilhos em Suzano, Poá e Itaquaquecetuba. A nova previsão para o término dos trabalhos é o final do primeiro semestre.

Segundo a assessoria de Imprensa da MRS, os serviços são feitos aproveitando os intervalos de circulação dos trens, o que restringe o andamento de algumas ações. A data exata para início da operação das duas linhas ainda não foi definida, porém a expectativa é que a segregação passe a valer ainda neste semestre. A previsão inicial era 2013, o que acabou não acontecendo.

Conforme o Dat apurou, entre as cidades que receberão o novo trilho, Suzano e Poá apresentaram obras bastante avançadas, sendo que na primeira o viaduto onde circularão trens já está praticamente concluído.

O objetivo da obra executada na região é separar as linhas utilizadas pelas composições da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) das que são operadas pela empresa de transporte de carga. Hoje, os dois serviços utilizam a mesma estrutura. Com a duplicação dos trilhos, o transporte de passageiros deverá ser mais eficiente, seguro e funcionar com menores intervalos. A previsão é que o uso da linha da CPTM seja reduzido de forma gradativa.


Projeto
Iniciado em 2011, o "Projeto de Segregação Leste" foi desenvolvido por meio de uma parceria entre a MRS e o governo do Estado. A iniciativa consiste na construção de uma nova via férrea, paralela à já existente, de 12 quilômetros de extensão, exclusiva para o transporte de carga. A obra recebeu investimento de R$ 140 milhões da empresa e conta com viadutos no trecho de Suzano.

Fonte: DAT
Postar um comentário

RESPONSABILIDADE

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.