3 de julho de 2015

Veja como conseguir reembolso em caso de falha no Metrô e na CPTM

Passageiro precisa procurar o supervisor da estação.
Ouvidoria também pode ser acionada.

O passageiro que enfrenta uma paralisação temporária na circulação no Metrô ou na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pode pedir reembolso, como mostrou o Bom Dia São Paulo. Caso o supervisor da estação não estabeleça o reembolso imediato, é preciso procurar a ouvidoria.

Em nota, a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos, disse que o reembolso depende de dois fatores. Um deles é a "gravidade da ocorrência", ou seja, o tamanho do problema na linha. O outro é a previsão para restabelecimento da operação, isto é, quanto tempo vai demorar para consertar.

Oficialmente, eles indicam que o passageiro procure o supervisor da estação antes de sair da catraca para saber se terá direito ou não, mas o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) discorda dessas condições.

“Não só quando há interrupção de serviço na linha, mas também quando você não tem condições de embarcar, está muito cheio o Metrô e você não vai para o seu destino. Então, o serviço não foi prestado de forma adequada e você pode pedir o reembolso”, afirmou a advogada do Idec, Claudia Almeida.

Na prática, enquanto aguarda, o passageiro deverá anotar as informações como o horário em que chegou à estação, o número do trem que apresentou problemas e quanto tempo esperou para conseguir embarcar. Antes de passar pela catraca, o passageiro deve conversar com o supervisor na estação para saber se conseguirá o reembolso. Caso não consiga, ele pode procurar a ouvidoria do Metrô ou da CPTM.

O site do Metrô também disponibiliza uma declaração que explica o motivo de o tempo do percurso ter se estendido para além do habitual. Para fazer a consulta, basta clicar no item “Sua viagem” e, depois, em “Declaração de Ocorrência”.

O passageiro pode imprimir a consulta usando o site ou retirar pessoalmente a declaração no Posto de Atendimento na estação Sé do Metrô ou Barra Funda da CPTM.
Postar um comentário

RESPONSABILIDADE

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.