27 de abril de 2014

Reformas nas estações da CPTM em Santo André terão início em agosto

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) anunciou ontem que as reconstruções das estações Utinga e Prefeito Saladino, em Santo André, serão iniciadas até o fim de agosto. É a primeira etapa do cronograma de obras que a empresa estatal pretende executar na cidade até 2016. Num segundo momento, haverá a renovação da plataforma Prefeito Celso Daniel (Centro) e a reativação da unidade Pirelli (Homero Thon), até 2018.

Na totalidade, a companhia investirá cerca de R$ 350 milhões na remodelação da infraestrutura das quatro estações andreenses. O planejamento de ações, com perspectiva de início já no mês que vem, está preparado para ser finalizado em meados de 2018. O pacote foi acertado ontem, em reunião do presidente da CPTM, Mário Bandeira, o secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos de Santo André, Paulinho Serra, e o deputado estadual Orlando Morando.

O projeto da CPTM, vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, planeja efetivar as tarefas em duas etapas. A primeira delas diz respeito às estações Utinga e Prefeito Saladino. “Serão novas estações, com acessibilidade, plataformas mais largas”, disse Bandeira, ao acrescentar que a projeção é fazer unidades elevadas. “São de mezanino. Por conta das chuvas tivemos problemas (de paralisações).”

O projeto básico executivo das reformas já está pronto e o edital de licitação para contratar a empresa que fará as obras será publicado até o fim de maio. A previsão é que as intervenções sejam iniciadas em quatro meses, portanto, com ordem de serviço em agosto. O investimento em cada uma das estações será, em média, de R$ 66 milhões. 

Para não haver interrupção dos serviços de embarque e desembarque, equipamentos provisórios devem ser erguidos 200 metros à frente dos edifícios hoje existentes e que serão reestruturados. A projeção do primeiro passo é terminar o trabalho em 18 meses, ou seja, no começo de 2016.

A segunda etapa do cronograma da CPTM começa após a conclusão da primeira fase. Abrangerá revitalização da Estação Prefeito Celso Daniel, também no valor aproximado de R$ 66 milhões, e a revisão da Estação Pirelli, que vai se chamar ABC, com investimento de R$ 150 milhões. A expectativa é que estejam prontas em 2018, prazo que coincide com a previsão de entrega da Linha 18-Bronze do Metrô, que passará pelas cidades de Santo André, São Caetano e São Bernardo.

Para Morando, o investimento mostra que o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), colocou na lista de necessidades o transporte da região. “É a vontade popular que está sendo contemplada”, afirmou o tucano.

As plataformas da CPTM no Centro devem passar por obras pelo período de um ano e meio. Não está descartado fechamento da estação durante as intervenções. “Deve ser desativada. Não tem espaço físico para fazer uma provisória”, alegou o presidente. A Prefeitura estuda alternativas, como criar linhas provisórias de ônibus.

Já a Estação ABC será mais complexa. Terá aporte superlativo por abrigar três modais: a 10-Turquesa, o Expresso ABC (ligação de trem para a Capital com paradas em menos estações) e o chamado Trem Regional (volta do trajeto Santos-Jundiaí). O local exato da plataforma ainda não está definido, mas deve ficar próximo do Atrium Shopping. O Paço vai integrar o Corredor Guarará com a futura unidade. “É cereja do bolo do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Mobilidade, no qual há liberação de R$ 120 milhões”, disse Paulinho.

A Prefeitura de Santo André ficará responsável pelos licenciamentos e aval de documentação relativos aos projetos. “Quanto maior for a participação da Prefeitura, agiliza as obras”, disse Bandeira.

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).