26 de maio de 2017

Cresce número de falhas em pontos de recarga do metrô

Gilberto Yoshinaga e William Cardoso
do Agora
O número de falhas em máquinas de recarga do Bilhete Único disponíveis em estações de metrô cresceu 36,2% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.
Além de colaborar para o aumento de filas nas bilheterias, o problema também sobrecarrega o trabalho dos metroviários, principalmente em horários de pico, acarretando transtornos também para os demais usuários do sistema.
Os dados foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.
Nos primeiros três meses deste ano foram registradas 323 falhas nos equipamentos.
Em 2016, no mesmo período, foram 237. No ano anterior, 234.
A cabeleireira Sandra Maria da Silva, 32 anos, já presenciou diferentes tipos de falha.
"Às vezes, uma máquina não aceita pagamento com cartão. Às vezes, não aceita dinheiro. Pior é quando a máquina está desligada ou fora de sistema", conta.
"E se a pessoa não conseguir fazer a recarga e estiver sem dinheiro para comprar um bilhete, como faz?"
Resposta
O Metrô afirmou que a quantidade de máquinas de comercialização dos créditos do Bilhete Único aumentou mais de 35% no último ano (entre marços de 2016 e de 2017), o que explicaria o maior número de falhas nesses equipamentos.
A empresa não informou o número absoluto de máquinas.
O Metrô afirmou que não comercializa o Bilhete Único, apenas aluga espaços nas estações para três empresas.
"Quando uma falha acontece em alguma das máquinas, o Metrô contata imediatamente a empresa responsável para que o devido reparo ou substituição seja realizado", diz a companhia em nota.

http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/2017/05/1887571-cresce-numero-de-falhas-em-pontos-de-recarga-do-metro.shtml
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).