17 de fevereiro de 2015

São Paulo cede ônibus às organizadas e diz que Corinthians vai ajudar a pagar

Presidente Carlos Miguel Aidar se mostrou revoltado com a omissão das autoridades

O São Paulo desistiu de esperar pelas autoridades e resolveu disponibilizar ônibus para seus torcedores chegarem à Arena Corinthians, nesta quarta-feira (18), para o clássico contra o Corinthians, pela Copa Libertadores. O presidente Carlos Miguel Aidar anunciou a decisão na manhã desta terça-feira (17) e disse que contará com a ajuda do rival para custear a medida.

— Como o poder público não foi competente para assegurar esse direito, o São Paulo vai fazer uma coisa inédita na minha gestão e vai disponibilizar cerca de 50 a 60 ônibus para os torcedores. Já falei com os chefes de torcidas e com o Corinthians. Inclusive, pelo que falei com Andrés Sanchez [ex-presidente do Corinthians], está assegurado que o Corinthians vai bancar metade do valor gasto com o transporte - afirmou Carlos Miguel Aidar, em entrevista no CT da Barra Funda.

Apesar da medida, o dirigente manteve o tom de revolta contra as autoridades.

— É inadmissível as autoridades não resolverem o problema. Eu vejo com muita tristeza esse episódio. A única consequência que eu vejo é a torcida única, o que também é um absurdo.

A Torcida Independente, maior organizada do São Paulo, pressionou as autoridades para ter acesso a transporte público, mas não obteve sucesso. O Tricolor também reforçou a campanha através do presidente Carlos Miguel Aidar, mas a tentativa foi em vão.

A Secretaria de Segurança, antes da medida do São Paulo, apenas assegurava a escola caso os torcedores conseguissem ônibus para voltar do estádio, sem cogitar a extensão do Metrô ou trens da CPTM, previstos para fechar às 0h30 e meia-noite, respectivamente.

Com a postura das autoridades de não modificar o plano de segurança, em que os são-paulinos sairiam do estádio uma hora depois dos corintianos, portanto após o fechamento do transporte público, a Torcida Independente ameaçou voltar de Itaquera para o Centro a pé e disse não se responsabilizar por possíveis danos.

Aidar não revolou quanto o São Paulo pagará pelo aluguel dos ônibus, mas reforçou que os gastos serão custeados com a ajuda do Corinthians.

O presidente são-paulino disse estar confiante para o clássico desta quarta, ao ser perguntado sobre quem seria o favorito:

— O São Paulo, claro, porque é melhor.

R7

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).