11 de maio de 2016

Ferroviários adiam mais uma vez greve da CPTM

O Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, responsável por trabalhadores das linhas 7 ( Rubi) e 11 (Turquesa) da CPTM (Companha Paulista de Trens Metropolitanos), adiou nesta noite pela segunda vez uma possível paralisação nas atividades do sistema de trens. Ontem, a categoria decidiu adiar a greve que aconteceria amanhã para o dia 24. Outros dois sindicatos responsáveis pelas demais quatro linhas da companhia também optaram pelo mesmo acordo.

 

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Ferroviários, Mauricio Alves de Matos, a decisão foi tomada após os trabalhadores avaliarem os prejuízos que a greve iria causar para a população. “Os usuários já sofrem demais diariamente. Optamos por aguardar a próxima audiência marcada pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para ver se a CPTM consegue oferecer outra proposta.”

 

A esperança da categoria é que a próxima audiência, a ser realizada no dia 17, resolva o impasse do reajuste salarial. “Caso eles não ofereçam uma proposta razoável vamos promover assembleia com os trabalhadores no dia 23, e caso eles deliberem a greve será colocada em prática no dia 24”, relata Matos.

 

Na segunda-feira, durante audiência no TRT, a CPTM aumentou a proposta de reajuste de 2,61% para 5,22%. Porém, a categoria ainda avaliou o índice muito abaixo dos 10,44% que os trabalhadores pedem.

 

Daniel Macário

Do Diário do Grande ABC

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).