Direto do MetrôAtualizado em: 17/05/2018 17:41

Metrô
Linha 1 -AzulOperação Normal
Linha 2 -VerdeOperação Normal
Linha 3 -VermelhaOperação Normal
Linha 5 -LilásOperação Normal
Linha 15 -PrataOperação Normal

2 de janeiro de 2017

Reajuste da tarifa de ônibus continua indefinido em Guarulhos

Aumento foi determinado, em seguida foi suspenso temporariamente, e depois cancelado por tempo indeterminado. Valor da passagem fica mais caro em outras sete cidades da região metropolitana.

O reajuste da tarifa dos ônibus de Guarulhos, na Grande São Paulo, continuava indefinido nesta segunda-feira (2), segundo a prefeitura do município. O valor da passagem fica mais caro em outras sete cidades da região metropolitana.

O aumento da tarifa foi determinado, em seguida foi suspenso pela Justiça por cinco dias e no domingo (1), depois da posse, o prefeito suspendeu o aumento por tempo indeterminado. Ele disse que antes de tomar qualquer decisão vai analisar as planilhas das empresas.

Enquanto a situação não se define, a população se diz confusa – o adesivo colado no para-brisa e no letreiro luminoso informam que o preço da passagem é de R$ 3,80, enquanto o cartaz colado no interior dos ônibus alerta para o novo valor de R$ 4,50.

Nesta manhã, a diarista Eunice Gomes de Souza, que usa Bilhete Único, não sabia que o aumento estava suspenso. “Achei que tinha pago R$ 4,50. Estou sabendo que cobraram R$ 3,80 no bilhete por você”, disse à reportagem.

A revogação do reajuste de quase 20% foi a primeira medida de “Guti” como prefeito. Ele se reúne nesta segunda com o secretário de Transportes. “Por enquanto não vamos aumentar. Vamos suspender o decreto para que aí sim, com um estudo detalhado junto às empresas e aos nossos técnicos, a gente consiga saber exatamente qual o tamanho do reajuste que a gente vai ter que dar, se é que a gente vai ter que dar”, disse.

Guarulhos é a segunda maior cidade do estado e a segunda menos populosa. Grande também é a dívida da Prefeitura, que passa de R$ 4 bilhões. Na posse, Gustavo “Guti” cortou despesas, reduzindo o número de secretarias e coordenadorias de 32 para 20.

O aumento das tarifas já é realidade em pelo menos seis cidades da Grande São Paulo. A passagem já está mais cara em São Caetano, Osasco, Carapicuíba, Barueri e Francisco Morato. A passagem sobe na terça (3) em Santo André e no dia 7 em Mauá.

Nenhum comentário:

RESPONSABILIDADE

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.