13 de junho de 2017

Linha 7-Rubi recebe mais dois novos trens

A frota dessa linha, que é a maior da CPTM, será totalmente renovada

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, e o presidente da CPTM, Paulo de Magalhães, entregaram mais dois trens novos para a Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato), nesta terça-feira (13/6). Trata-se da 1ª composição da série 9.500, fabricada pela Hyundai Rotem, e a 12ª da série 8.500, fornecida pela CAF.

“Nós queremos, até o final deste ano, completar a entrega dos 65 trens que adquirimos em 2013”, disse o secretário. “Vamos aposentar os trens antigos, melhorar a operação e oferecer mais conforto aos usuários, com trens com ar condicionado, novos bancos e vagões interligados”.

Os dois trens integram o lote de 65 unidades adquiridas pela CPTM: 35 encomendados à empresa espanhola CAF e 30 à Hyundai Rotem, que para fornecê-los inaugurou sua primeira fábrica no Brasil, na cidade de Araraquara, interior paulista. Atualmente, dos 13 trens já entregues, dois operam no Expresso Leste, na Linha 11-Coral (Luz-Guaianases).

A chegada das composições do novo lote marca o início do processo de padronização da frota que atende a Linha 7-Rubi, que é formada por 19 trens. Já são 11 composições novas em circulação e as demais serão substituídas ao longo dos próximos meses, concluindo o programa de renovação dessa frota.

A Linha 7-Rubi é a maior da CPTM e liga a Estação da Luz a Jundiaí, ao longo de 60,5 quilômetros de extensão. O trecho principal tem 39 km e transporta em média 410 mil usuários por dia útil, entre as estações Luz e Francisco Morato. Incluindo-se a extensão entre Francisco Morato e Jundiaí, são 440 mil passageiros atendidos diariamente.

Novos trens

Com salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), os trens possuem monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes). Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

Os demais trens serão entregues ao longo dos próximos meses e entrarão em operação, após a realização de testes que são feitos nos sistemas elétricos, mecânicos e de sinalização. Dependendo das necessidades de ajustes que surgirem e do tempo de solução por parte do fabricante, os testes podem ser prolongados. As novas composições serão incorporadas para a renovação da frota de acordo com a necessidade operacional de cada linha. 


   
CPTM  Companhia Paulista de Trens Metropolitanos
Postar um comentário

RESPONSABILIDADE

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.