2 de agosto de 2017

Vídeos mostram trens da CPTM sendo apedrejados; reparos custam R$ 2,8 milhões

Até junho, 192 para-brisas precisaram ser trocados por depredação. No ano passado todo, foram 188.

Os casos de vandalismo em trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) têm aumentado neste ano na comparação com o ano passado. Até junho, 192 para-brisas precisaram ser trocados por depredação. No ano passado todo, foram 188.

Um vídeo gravado por uma câmera que fica dentro da cabine de comando de um trem da linha 10- Turquesa, perto da estação Ribeirão Pires, mostra a composição levando uma pedrada. O vidro quebra, e o maquinista se assusta com o impacto.
Em outra composição, a câmera que fica posicionada pra fora do vagão mostra a visão que o maquinista tem quando está conduzindo o trem. De repente, uma pedrada e o para-brisa quebra.

A Linha 8-Diamante é a que mais tem sofrido ataques desse tipo. Em 2016, foram 48 para-brisas quebrados. Um prejuízo de R$ 610 mil. E de janeiro a junho de 2017 o número já é maior que o do ano passado inteiro. A CPTM já precisou trocar 61 peças e gastou quase R$ 1 milhão.

Juntando os ataques nas outras linhas, foram gastos R$ 2,8 milhões com a troca de para-brisas. Os trens atacados são levados para uma oficina em Osasco. Para a troca da peça, o trem fica fora de circulação por dois dias.

A CPTM disse que investe em segurança pra inibir os vândalos, e que tem reforçado o patrulhamento ao longo de toda a malha ferroviária. A empresa pede a colaboração dos usuários, que podem fazer denúncias anônimas pelo serviço de atendimento ao usuário, no 0800-05-50-121.


G1  http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/videos-mostram-trens-da-cptm-sendo-apedrejados-reparos-custam-r-28-milhoes.ghtml
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).