GREVE GERAL

7 de abril de 2017

Funcionários da CPTM podem entrar em greve no dia 11

Reivindicam o pagamento do PPR de 2016 não efetuado pela CPTM como foi acordo

Em assembleia realizada no dia 03 de abril, os ferroviários decretaram estado de greve com paralisação definida para a zero hora do dia 11 de abril.

A decisão foi tomada depois que a CPTM não cumpriu o acordo do PPR, Programa de Participação nos Resultados, de 2016.

O pagamento estava previsto para o dia 31 de março deste ano, mas a empresa depositou apenas metade do valor, informando que o restante seria pago em junho.

Não houve entre sindicatos e empresa, nenhum acordo de parcelamento. A categoria decidiu pelo movimento paredista, para que a CPTM pague integralmente  o PPR, como foi acordado.
O descumprimento do acordo gera uma multa diária para a CPTM, em torno de 250 mil reais.
A categoria realizará nova assembleia no dia 10, às 18h.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).