22 de dezembro de 2015

Com estação Luz fechada, passageiros sofrem para fazer interligação no Brás

Com a estação da Luz da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) fechada após o incêndio que destruiu parte do prédio e devastou o Museu da Língua Portuguesa, os passageiros que vêm do extremo leste de São Paulo são obrigados a descer na estação Brás, uma das mais movimentadas, para fazer a interligação com outros ramais.

Por estar na região central de São Paulo, a estação da Luz integra as linhas 11-coral, 7-rubi, Expresso Leste da CPTM com transferência gratuita para as linhas 1-azul e 4-amarela do Metrô de São Paulo. Essas linhas, que passam pela Luz operam normalmente, mas sem a interligação com a CPTM. Cerca de 400 mil passageiros circulam diariamente pela estação da Luz.

A CPTM diz que a circulação de trens foi suspensa para não causar abalos na estrutura do complexo da estação da Luz. Com esse importante nó da rede de transporte paulistana fechado, os passageiros do extremo leste da cidade são obrigados a desembarcar na estação do Brás da CPTM, outra estação bastante saturada e que se interliga com a linha 3-vermelha e as linhas 11-coral, 12-safira e 10-turquesa.

Muitas passageiros reclamam das longas filas para realizar a transferência a partir da estação do Brás. Além de ser uma das mais movimentadas, a estação do Brás fica próxima a importantes centros populares de compras. A CPTM diz que acompanha o fluxo de passageiros, e que a operação está pronta para atender a demanda.

(Folhapress)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).