17 de julho de 2015

Justiça libera cartão BOM em vans da Região Metropolitana de São Paulo

Há duas semanas, os cartões não eram aceitos por decisão judicial. Cartão permite integração com Metrô e CPTM e gera economia ao usuário.

A Justiça de São Paulo liberou o cartão BOM nas catracas de vans e micro-ônibus que circulam na Região Metropolitana de São Paulo. Há duas semanas, eles não estavam aceitando o cartão por causa de decisão judicial.

A decisão da Justiça foi baseada em uma ação de 2007. As vantagem do cartão BOM para o passageiro é que ele permite a integração com o Metrô e a CPTM, o que gera economia ao passageiro.

Mesmo após a Justiça suspender a decisão, o Bom Dia São Paulo encontrou ônibus com os leitores do bilhete desligados.

Na quinta-feira (16), três cooperativas que prestam serviço para a EMTU na região metropolitana disseram que 158 linhas estavam com os validadores bloqueados e sem transportar passageiros.

No terminal de ônibus Armênia, local de embarque e desembarque de vans e micro-ônibus de diversas cidades da região metropolitana, passageiros e donos dos coletivos reclamavam das catracas travadas.

Sem ter como passar o cartão, os passageiros precisam pagar o valor da passagem com dinheiro ou esperar um ônibus passar. Eles reclamam da demora para pegar os ônibus e os donos das vans ficam vazios, já que a maioria dos usuários utiliza o BOM.

Os usuários que não conseguirem utilizar os créditos devem ligar para a central de atendimento no telefone 0800 77 11 800.

G1

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).