14 de julho de 2015

Alstom entrega o primeiro VLT Citadis para o Rio de Janeiro

O primeiro VLT Citadis da Alstom para o Rio de Janeiro chegou à cidade após 20 dias de transporte, saindo das instalações da Alstom em La Rochelle, na França, onde outros quatro trens estão sendo produzidos. Este é o primeiro dos 32 trens encomendados à Alstom pela cidade do Rio de Janeiro pelo consórcio do VLT Carioca, assinado em 2013 como parte de um sistema integrado de VLT, livre de catenárias[1]. Os outros 27 VLTs serão produzidos na recém-inaugurada unidade da Alstom em Taubaté, São Paulo.

O sistema de VLT fornecido pela Alstom ao Rio inclui 32 Citadis de 44 metros de comprimento, além do abastecimento de energia e sistemas de sinalização e telecomunicações. A linha de VLT será 100% livre de catenárias, combinada ao sistema APS – que fornece energia pelo solo, por um terceiro trilho posicionado centralmente entre as linhas de operação – e supercapacitores – módulos instalados no teto do VLT, que armazenam energia e a regeneram durante a frenagem. A linha, que tem 28 quilômetros de comprimento e inclui 32 paradas, será parcialmente inaugurada em meados de 2016, a tempo para os Jogos Olímpicos.

 

"A Alstom tem o prazer de entregar o primeiro VLT Citadis ao Rio de Janeiro, que é a primeira cidade no Brasil a ser equipada com um sistema completo de VLT. O sistema conectará ônibus, metrôs e trens e aumentará a intermodalidade da cidade, reduzindo, ao mesmo tempo, os congestionamentos e a poluição," afirmou Michel Boccaccio, Vice-Presidente Sênior da Alstom Transporte na América Latina.

 

A Alstom domina todos os estágios de um sistema de VLT, desde o desenho do modal à validação completa e comissionamento em seu ambiente urbano, e é líder na manutenção do sistema. A empresa possui experiência com 17 projetos de soluções de VLT integrado no mundo, o que a posiciona como líder mundial nessa área. A Alstom atualmente está gerenciando a construção de oito sistemas de VLT, incluindo Cuenca (Equador), Rio (Brasil), Sydney (Austrália), Nottingham (UK), Lusail (Qatar) e outros projetos na Argélia.

 

[1] Valor do pedido à Alstom: €230 milhões

 

Alstom

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).