5 de junho de 2015

Obra em estação de Poá sofrerá novo atraso por falta de recurso, diz CPTM

Em Suzano e Ferraz, obras deveriam ter sido entregues em 2013.
Juntas, elas custam R$ 102,8 milhões.

A finalização das obras de modernização da Estação de Poá, na Linha 11-Coral deverá sofrer novo atraso segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Já as novas estações de Suzano e Ferraz de Vasconcelos devem ser entregues no segundo semestre deste ano. Desde 2012, os prazos para a conclusão das obras sofrem alterações.

O morador de Suzano Alexandre Montezuma de Camargo utiliza, diariamente, a Linha-11, e reclama das condições da estação durante as obras que, segundo ele, acontecem lentamente. “Eu entendo que a obra é para melhorar um serviço que está sendo prestado. Mas a CPTM tem que considerar que, enquanto a obra está acontecendo, as pessoas continuam usando a estação. A empresa precisa ter um cuidado, pensar nos riscos, no incômodo causado, e isso não acontece”, destacou o internauta que denunciou a situação das estações da Linha-11 pela ferramenta colaborativa VC no G1.

O prazo inicial para a entrega das estações de Suzano e Ferraz era o final de 2013. Em nota, a CPTM informou que o cronograma de entrega da Estação Suzano foi alterado nos últimos dois anos devido a entraves não previstos durante os processos de desapropriação e necessidade de descontaminação do solo que antes era ocupado por um posto de combustíveis, além das obras de segregação do transporte de carga, que também provocaram atrasos.
Já em Ferraz de Vasconcelos, a CPTM diz que as obras tiveram interferências em razão da necessidade de readequação de uma galeria do sistema de águas pluviais do lado sul, que impossibilitava a conclusão da implantação da nova infraestrutura da via férrea. O traçado precisou ser modificado para receber a nova plataforma da estação. Outro fator que impactou na alteração do cronograma foi a implantação da passarela provisória de transposição da via que, por estar em uma área de preservação permanente, exigiu a aprovação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) autorizando a realização do serviço. As duas estações devem ser entregues ainda no segundo semestre deste ano.

Poá
Já com relação as obras de modernização da estação Poá, a CPTM informou que “a finalização das obras depende da disponibilidade de recursos orçamentários, o que impactará no cronograma de conclusão dos trabalhos”. Não há previsão de quando isso deve acontecer. Nas outras prorrogações, a companhia informou que a revisão de prazo ocorreu em função da necessidade de adequação dos projetos da estação visando atender a NR 24 (Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho).

A CPTM diz ainda que a demora na remoção de poste e rede elétrica, por parte da concessionária de energia, para permitir a construção do poço do elevador do mezanino do lado norte da estação, também impactou no prazo. Além disso, houve a necessidade de aumentar o comprimento das plataformas e da cobertura da estação em cerca de 30 metros em relação ao projeto original. No entanto, A EDP informa que a remoção do poste foi realizada dentro do prazo e de acordo com a Resolução Normativa 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão regulador do setor elétrico.

As obras de modernização, até o momento, contemplaram a finalização da plataforma norte (sentido capital) com a instalação das calhas, portão, luminárias, corrimão e montagem de cobertura.
As obras de reconstrução da Estação Suzano estão sendo realizadas pela empresa Mendes Junior e a reconstrução da Estação Ferraz de Vasconcelos pelo Consórcio TSJ Ferraz. Já a modernização da Estação Poá é feita pelo Consórcio Pedra Coral. O investimento para reconstruir a estação Suzano é de R$ 45 milhões e, de Ferraz, de R$ 41,8 milhões. A obra de modernização da Estação Poá vai custar cerca de R$ 16 milhões.

G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).