15 de janeiro de 2015

Vendedor ambulante empurra agente de segurança em trilho do metrô

Apesar de ilegal, venda de produtos em vagões do Metrô e da CPTM são comuns na capital paulista; agressor foi encaminhado à Delegacia de Polícia do Metropolitano

Um vendedor ambulante empurrou um agente de segurança do Metrô nos trilhos da estação Campo Limpo, na Linha 5-Lilás, na tarde desta quinta-feira (15). A informação foi passada ao iG por um funcionário da empresa e confirmada pela assessoria de imprensa da companhia.

A agressão ocorreu no momento em que o agente abordava dois vendedores na plataforma da estação, localizada na zona sul da capital paulista. Ao ser abordado para ser retirado do local e ter seus produtos apreendidos, um dos ambulantes reagiu com violência e empurrou o segurança, que caiu na linha e teve ferimentos leves. Ele foi encaminhado a um hospital da região.

Apesar de ilegal, o trabalho de vendedores ambulantes pode ser visto diariamente em vagões do Metrô e da Companhia de Trens Metropolitanos de São Paulo (CPTM). Normalmente, eles carregam suas mercadorias escondidas em uma mochila e as retiram para venda quando os veículos estão em movimento entre uma estação e outra. Ao parar nos pontos, as escondem até que o trem volte a se movimentar.

De acordo com a assessoria Metrô, a agressão ocorreu por volta das 14h/15h desta quinta-feira. Não há registro de casos semelhantes pela empresa. Os ambulantes foram encaminhados à Delegacia Metropolitana e devem responder por agressão.

IG
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).