28 de dezembro de 2014

Ônibus em SP subirá para R$ 3,50 em 6 de janeiro

Novo valor será cobrado de quem paga as viagens em dinheiro ou usa o bilhete único comum; estudantes da rede pública, beneficiados do ProUni, Fies e cotistas terão tarifa zero

A tarifa de ônibus em São Paulo passará a R$ 3,50 a partir de 6 de janeiro, informou por meio de nota a Prefeitura de São Paulo na última sexta-feira (26). O prefeito Fernando Haddad também comunicou a Câmara Municipal que vai dar tarifa zero no transporte coletivo para estudantes das redes públicas de educação, do ciclo básico (fundamental e médio). Estudantes de nível superior, com Prouni, Fies ou cotas raciais ou sociais, também serão beneficiados. A administração calcula em 505 mil os beneficiados pela gratuidade.

Segundo a prefeitura, os Bilhetes Únicos Temporais, 24 horas, semanal e mensal continuarão praticando a mesma tarifa de R$ 3. Em postagem no Twitter, o prefeito afirma que a manutenção das tarifas do bilhete único mensal vão induzir o empregador “a adquiri-lo para seus funcionários”

Dados da Prefeitura apontam que 8% dos usuários vão pagar a tarifa reajustada de R$ 3,50. Estudantes de escolas privadas do ciclo básico ou superiores que não sejam atendidos por programas sociais do governo federal continuam tendo 50% de desconto na tarifa, como reza a legislação federal. Idosos com mais de 60 anos também estão isentos.

No comunicado à Câmara, a Secretaria Municipal de Transportes informa ainda que o Governo do Estado se compromete a aplicar os mesmos reajustes nos trens do Metrô e da CPTM, além de manter a mesma tarifa nos bilhetes únicos temporais de integração.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMT) e da São Paulo Transporte (SPTrans), concluiu os estudos para definição das novas tarifas dos ônibus na cidade, cujos preços estão congelados há quatro anos.

A Prefeitura decidiu implantar o passe livre para aproximadamente 360 mil alunos da rede pública e 145 mil matriculados na rede particular de ensino, mas de baixa renda, incluindo os que fazem cursos no nível superior. Os critérios para definição de baixa renda já foram estabelecidos em legislação aprovada pela Câmara Municipal.

O valor do bilhete único integrado com o Metrô e os trens da CPTM será de R$ 5,45. Com todas as gratuidades, incluindo o passe livre para os estudantes, o reajuste médio de tarifas ficou em 7,92%.

A tarifa de ônibus em São Paulo custa R$ 3,00 desde 5 de janeiro de 2011. O novo valor, de R$ 3,50, tem reajuste inferior à inflação do período.

Por meio da SPTrans, a Prefeitura está publicando uma nova versão da planilha tarifária do sistema com informações detalhadas sobre o aumento e suas motivações. Os dados estão disponibilizados no site da SMT no Portal da Prefeitura.

A planilha contém dados e indicadores operacionais do sistema de transporte municipal. Nela é possível saber quem paga a conta do transporte coletivo, quem ganha com a operação do sistema e quanto a cidade gastaria a mais se não existisse transporte coletivo por ônibus em São Paulo.

Com a implantação do passe livre, serão beneficiados aproximadamente 505 mil estudantes, sendo 360 mil da rede pública e 145 mil da rede privada. A Prefeitura atende, assim, uma antiga reivindicação da comunidade e dos jovens.

Confira os novos valores a partir de 6 de janeiro
Bilhete Único Comum – Tarifa: R$ 3,50

Integração Metrô/Trem – R$ 5,45

Valores dos bilhetes mensal, semanal e diário serão mantidos

Bilhete Único Mensal : R$ 140,00

Bilhete Único Semanal : R$ 38,00

Bilhete Único Diário : R$ 10,00

Os valores do Vale-Transporte seguem os mencionados acima. Estudantes pagam meia nessas modalidades.

Bilhete Único Integrado Mensal – R$ 230,00

Bilhete Único Integrado Semanal – R$ 60,00

Bilhete Único Integrado Diário  - R$ 16,00

Os valores do Vale-Transporte permanecem como os mencionados acima. No caso das modalidades de bilhete escolar, a integração com o Metrô/CPTM custa R$ 140,00 na versão mensal; R$ 38,00, na semanal , e  R$ 10,00, no bilhete cuja validade é de 24 horas.

Táxis também aumentam
A SMT também divulgou os valores das novas tarifas de táxi que entram em vigor a partir de terça-feira, dia 6 de janeiro de 2015. O valor da bandeirada da categoria comum passa de a ser R$ 4,50 (Portaria SMT 105/14), um aumento de 9,8%. O último reajuste ocorreu em 15/01/11, quando a tarifa passou a ser R$ 4,10.

Vale lembrar que a tarifa horária não teve reajuste, por que com a liberação das faixas exclusivas para os táxis, desde que estejam com passageiros, são 420 km de vias para os veículos trafegarem com mais rapidez.

Categorias de táxi e tarifas
As categorias existentes são:

Categoria Comum / Táxi Amigão (20h às 06h): bandeirada R$ 4,50, tarifa quilométrica R$ 2,75 e tarifa horária R$ 33,00.

Categoria Comum-Rádio e Táxi Acessível – Comum Rádio: bandeirada R$ 4,50, tarifa quilométrica R$ 2,75 e tarifa horária R$ 33,00.

Categoria Especial: bandeirada R$ 5,65, tarifa quilométrica R$ 3,45 e tarifa horária R$ 41,25.Nessa categoria temos hoje apenas a cooperativa conhecida como rádio-táxi vermelho e branco;

Categoria Luxo: bandeirada R$ 6,75, tarifa quilométrica R$ 4,15 e tarifa horária R$ 49,50. Veículos médios ou grandes, cor de fábrica, do segmento "luxo" das montadoras. Possuem pontos privativos em hotéis e locais de eventos turísticos.

por Redação da RBA 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).