8 de outubro de 2014

PAC atrasa obras na estação CPTM Ribeirão Pires

O início das obras da nova estação de trem de Ribeirão Pires, projetada para dezembro do ano passado, não tem data para começar. Segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) a liberação de recursos do PAC da Mobilidade no processo licitatório impedem a definição do certame.

O valor estimado para a construção é de R$ 77,2 milhões e virá do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A obra tem previsão de duração de 30 meses, a partir da assinatura do contrato.

A nova estação Ribeirão Pires será construída ao lado do Terminal Municipal de Ônibus e prevê a ligação entre os dois modais, por meio de passarela para pedestres. A edificação terá plataformas cobertas, escadas rolantes e itens de acessibilidade, como elevadores, piso e rota táteis, comunicação em Braille, corrimãos e rampas adequadas, além de banheiro público comum e exclusivo para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Repórter Diário

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).