3 de setembro de 2014

Trens do monotrilho funcionam sem operadores

As composições da Linha 15-Prata do monotrilho contam com sete carros, 86 metros de comprimento e 3,13 metros de largura. Durante a entrega parcial do transporte no último sábado, dia 30, o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, destacou que os vagões são mais largos que os do metrô convencional e como o transporte funciona em via elevada, ganharam grandes janelas para os passageiros acompanharem a paisagem e terem uma viagem mais agradável.

Os carros são feitos com liga de alumínio e o desenho aerodinâmico foi inspirado no conceito construtivo de aeronaves, segundo o Metrô. Os trens possuem tração elétrica e sustentação por pneus, se deslocam sobre vigas de 69 centímetros de largura. A velocidade comercial mínima será de 35km/h e a máxima de 80 km/h.

Os trens contam com sistema de ar condicionado, salão de passageiros contínuo e interligação entre os carros. Por outro lado, há bem menos cadeiras do que numa composição do metrô. A operação é totalmente automática, não requer a presença de operador nos veículos, e sistema de câmeras com monitoramento em tempo real.

Kátia Leite
Fonte: Folha VP
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).