1 de setembro de 2014

Professor é agredido por funcionários da CPTM

Violência teria ocorrido na Estação Suzano, na Grande São Paulo; caso será apurado
Um professor de educação física denuncia ter sido agredido por funcionários na Estação Suzano da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), na Grande São Paulo. 

Por estar com o pé machucado, ele tentou entrar pela passagem preferencial. Foi quando a confusão começou.

Quando os funcionários negaram o pedido, o professor chegou a insistir. Neste momento, diz ter sido agredido pelos guardas. Ele precisou ser levado para a Santa Casa de Suzano, onde passou por exames e foi liberado.

O homem, de 42 anos, foi encaminhado para a Santa Casa de Suzano. Ele passou por exames e já foi liberado.O boletim de ocorrência foi registrado no 2º Distrito Policial de Suzano. A vítima fará os exames de corpo de delito nesta segunda-feira (1).

A CPTM informa que está apurando o fato e que,  se for constatada alguma irregularidade, serão tomadas as medidas cabíveis. A Companhia ressalta que não compactua com nenhuma forma de agressão.
R7
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).