3 de setembro de 2014

Estado inicia operação parcial do monotrilho aos sábados e domingos

Sem pompas - a legislação eleitoral não permite inaugurações em período de campanha eleitoral - a Linha 15-Prata do monotrilho foi aberta à população na manhã do último sábado, dia 30, ainda em fase de testes e em horário bastante restrito: sábados e domingos das 10 às 15h. 

Coube ao secretário de Transportes Metropolitanos do Governo do Estado, Jurandir Fernandes, comandar a liberação das catracas, gratuitas por enquanto, e atender a imprensa ao término do percurso de cerca de três minutos entre as estações Vila Prudente e Oratório, que ficam a pouco mais de dois quilômetros uma da outra.

A viagem de estreia transcorreu tranquilamente – ao contrário das escadas rolantes que tiveram panes tanto na estação Vila Prudente como na Oratório. Além de representantes da Secretaria, da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, responsável pela obra, e das empresas envolvidas na construção civil e fabricação dos trens, grande público marcou presença garantindo vagões cheios.

Apesar do monotrilho estar em obras há 58 meses na região e do início das operações ter sofrido diversos adiamentos, Jurandir Fernandes defendeu que o método construtivo do monotrilho é mais rápido que o do metrô convencional. Um dos principais desafios, segundo ele, é a desatualização das plantas do solo da cidade de São Paulo, o que provoca surpresas ao longo dos trabalhos e, consequentemente, atrasos para superar os desafios encontrados. O secretário também explicou que por ser uma tecnologia inédita exigiu muitas horas de testes.

De acordo com ele, vencido estes desafios iniciais, a obra será tocada mais rapidamente. “Para o ano que vem vamos entregar o transporte até uma ou duas estações depois de São Mateus. Se vocês puderem observar, as obras já estão bastante avançadas com os pilares por toda a Anhaia Mello e pela avenida Sapopemba, já chegando na Jacu-Pêssego. E em 2016 vamos entregar toda linha, até Cidade Tiradentes”, destacou o secretário. A Linha 15 terá 26,6 km de extensão, entre o Ipiranga e Cidade Tiradentes, 18 estações e dois pátios. O investimento é de R$ 6,4 bilhões.

 No caso específico do trecho Vila Prudente/Oratório citou ainda a dificuldade para obter a licença ambiental do pátio Oratório, que serve para estacionamento e manutenção dos trens. Situado no Jardim Independência, no amplo espaço que abrigou a fábrica da Linhas Corrente no passado, era pleiteado para virar um parque público por conta da grande quantidade de árvores que abrigava. “Tínhamos o projeto pronto, mas não conseguimos a autorização para a execução por conta da licença ambiental. Não pudemos remover 53 árvores nativas. Isso exigiu uma mudança completa no projeto, o que atrasou a obra em cerca de um ano”, explicou Fernandes.

Durante a coletiva à imprensa, o secretário adotou um tom mais brando e não citou as greves de funcionários do Consórcio Expresso Monotrilho Leste, nem o atraso para a entrega dos trens por parte da Bombardier. Conforme a assessoria do Metrô, a empresa, responsável pela fabricação e testes das composições, já soma mais de R$ 10 milhões em multas por conta dos prazos não cumpridos.

Jurandir Fernandes também admitiu que era impossível entregar o trecho inicial do transporte em 2010, conforme anunciou o então governador José Serra (PSDB) em cerimônia realizada no Parque São Lucas em novembro de 2009, marcando o início das obras – na época o secretário era José Luiz Portella. “A assinatura do contrato para a fabricação dos trens foi em 2010. Assumo falar em atraso a partir de 2012” , destacou.

A estimativa é que as visitas controladas se estendam por pelo menos dois meses. Segundo o Metrô, o funcionamento das estações em período parcial viabiliza o ajuste final dos equipamentos e sistemas, além de liberar as vias durante a semana para o teste dos novos trens da frota.

O acesso à estação Vila Prudente fica na avenida Anhaia Mello, esquina com a rua Cavour, ao lado da estação da Linha 2 - Verde do metrô. Já a entrada da estação Oratório será feita pela avenida do Oratório, 165, ou do outro lado da Anhaia Mello, na altura da rua Nupeba.

Kátia Leite e Rafael Gonçalo
Fonte: Folha VP
 
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa
ÚNICO DA REGIÃO ENTREGUE TOTALMENTE ACABADO, COM PISO EM TODAS AS ÁREAS ✅ ESCRITURA GRÁTIS! 💥 APARTAMENTOS LOCALIZADOS A 1,8 KM DA ESTAÇÃO BALTAZAR FIDÉLIS 💥 Se você: ✅ Trabalha registrado ✅ Possui renda familiar de R$ 2200 ou mais ✅ Possuis FGTS Não perca mais tempo, saiba que você possui um excelente potencial de financiamento e não pode deixar essa oportunidade escapar! SUA OPORTUNIDADE CHEGOU ✅ 1 Vaga ✅ Condomínio com portaria 24hs. ✅ Piscina ✅ Salão de Festas ✅ Churrasqueira ✅ Quadra ✅ Playground ✅ Plantas de 46 e 46 M². O único da região que entrega totalmente acabado e pronto para morar ***Use seu FGTS *** Financiamento Caixa Econômica Federal *** Entrega garantida pela Caixa prevista para maio de 2019. Localização Município: Francisco Morato CEP do imóvel: 07996-005 Bairro: Res São Luis VISITAS SOMENTE COM AGENDAMENTO PRÉVIO Fale com agora mesmo no telefone ou WhatsApp com: RICARDO - 11-987405205