1 de agosto de 2014

Tucanos inauguram 79% das estações de metrô em ano eleitoral

Em fevereiro, governador Geraldo Alckmin (PSDB) "inaugurou" a estação Adolfo Pinheiro antes de ela entrar em operação

 

Depois de quase seis meses da "inauguração" promovida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), a estação Adolfo Pinheiro, da linha 5-lilás do Metrô de São Paulo, começará a funcionar neste sábado (2). Trata-se da 24ª estação inaugurada desde 1995 quando o PSDB assumiu o governo de São Paulo, ao qual a empresa é vinculada. As inaugurações desse período se concentram em anos de eleição para governador: 19 das 24 paradas foram abertas em anos eleitorais, o que representa 79% do total.

 

Procurado pelo UOL, o governo de São Paulo afirmou por meio de nota que "a mera suposição de que essas obras poderiam ter seus prazos de entrega manipulados de forma a atender interesses eleitorais é ofensiva". "Trata-se de uma ilação sem fundamento na realidade", acrescentou a assessoria de Alckmin.

 

Segundo o governo paulista, "as obras do Metrô são feitas de modo a serem entregues o mais rápido possível para a população, de acordo com um cronograma de construção e implantação seguido pelas empresas responsáveis".

 

A assessoria também afirmou que além da expansão, o sistema de transporte sobre trilhos foi modernizado e a frota operacional expandida em mais de 60% nos últimos 20 anos.

 

O Metrô afirmou em nota que "as estações são entregues de acordo com o cronograma de obras, assim que concluídas, independentemente de períodos eleitorais". O ex-governador José Serra (PSDB) não respondeu ao questionamento da reportagem.

 

A partir deste sábado, a estação Adolfo Pinheiro passa a funcionar comercialmente e amplia para sete o número de paradas da linha 5-lilás. Situada na zona sul da capital paulista, o trecho permanece sem conexão com outras linhas do sistema metroviário. Seu único entroncamento com a rede sobre trilhos é com a linha 9-esmeralda, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

 

O Metrô prevê que a extensão completa da linha 5 e suas conexões com as linhas 1-azul e 2-verde só serão concluídas em 2016.

 

A empresa espera que a estação Adolfo Pinheiro tenha um movimento de 14 mil passageiros por dia. Devido às restrições da legislação eleitoral, Alckmin, que busca a reeleição, não poderá participar da efetiva inauguração da parada – a presença de candidatos em inaugurações está proibida desde 5 de julho.

 

Mas a imagem da entrega já estava garantida desde 12 de fevereiro quando a imprensa foi convidada a acompanhar a presença do tucano "inaugurando" a estação.

 

Apesar de entregue pelo governador, ela vinha operando em um sistema chamado pelo Metrô de visita assistida, destinado apenas à apresentação da estação e em horário restrito.

 

 

A cota de inaugurações em anos eleitorais deve subir ainda em 2014: o Metrô promete inaugurar até o fim do ano um pequeno trecho do monotrilho da linha 15-prata, na zona leste, com duas estações -- Vila Prudente e Oratório --, e a estação Fradique Coutinho, da linha 4-amarela.

 

Histórico

 

O histórico de inaugurações em ano de votação na era tucana começou com Mário Covas, primeiro governador eleito pelo partido. Em seu primeiro mandato (1995-1998), cinco estações foram abertas -- todas em 1998, ano em que ele conseguiu a reeleição.

 

A extensão da linha 1-azul, na zona norte, entrou em funcionamento em abril daquele ano, com a inauguração de três estações: Jardim São Paulo, Parada Inglesa e Tucuruvi. Em novembro de 1998, o Metrô completou a extensão da linha 2-verde na zona oeste, com a abertura das paradas Sumaré e Vila Madalena.

 

No segundo mandato dos tucanos (1999-2002), o Metrô inaugurou a linha 5-lilás, com a abertura de seis estações na zona sul. O trecho entrou em operação no fim daquela gestão, em 20 de outubro de 2002, às vésperas do segundo turno da eleição em que Geraldo Alckmin saiu vencedor. Eleito vice em 1998, ele havia assumido o cargo de governador por causa da morte de Covas em 6 de março de 2001.

 

O terceiro mandato dos tucanos (2003-2006) foi pouco produtivo em termos de inaugurações. Só duas paradas entraram em operação: Santos-Imigrantes e Chácara Klabin, ambas na zona sul.

 

Alckmin não conseguiu entregá-las antes de deixar o cargo, em março de 2006, para se lançar candidato a presidente. Coube ao vice Cláudio Lembo (DEM) inaugurar as duas estações, em abril e maio daquele ano, poucos meses antes da derrota de Alckmin no pleito nacional e da vitória de Serra na eleição estadual.

 

Serra assumiu o governo em janeiro de 2007 e deu sequência ao domínio do partido no Estado. Em 2010, outro ano eleitoral, houve uma nova sequência de inaugurações de estações de metrô.

 

Serra entregou a estação Sacomã da linha 2-verde, também na zona sul, em janeiro daquele ano e saiu do governo no começo de abril para se candidatar a presidente.

 

Enquanto Serra se envolvia com a eleição presidencial e Alckmin se lançava outra vez como candidato a governador, o vice Alberto Goldman (PSDB) inaugurava quatro estações ao longo de 2010: Paulista e Faria Lima, em maio; Vila Prudente e Tamanduateí, em agosto e setembro, respectivamente, estas duas últimas já em plena campanha eleitoral.

 

Serra foi derrotado na disputa presidencial, mas Alckmin ganhou para governador.

 

Das cinco estações entregues fora de ano eleitoral na era tucana, duas não eram exatamente novas. Luz e República já existiam e foram ampliadas para permitir conexões com a extensão da linha 4-amarela.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa
ÚNICO DA REGIÃO ENTREGUE TOTALMENTE ACABADO, COM PISO EM TODAS AS ÁREAS ✅ ESCRITURA GRÁTIS! 💥 APARTAMENTOS LOCALIZADOS A 1,8 KM DA ESTAÇÃO BALTAZAR FIDÉLIS 💥 Se você: ✅ Trabalha registrado ✅ Possui renda familiar de R$ 2200 ou mais ✅ Possuis FGTS Não perca mais tempo, saiba que você possui um excelente potencial de financiamento e não pode deixar essa oportunidade escapar! SUA OPORTUNIDADE CHEGOU ✅ 1 Vaga ✅ Condomínio com portaria 24hs. ✅ Piscina ✅ Salão de Festas ✅ Churrasqueira ✅ Quadra ✅ Playground ✅ Plantas de 46 e 46 M². O único da região que entrega totalmente acabado e pronto para morar ***Use seu FGTS *** Financiamento Caixa Econômica Federal *** Entrega garantida pela Caixa prevista para maio de 2019. Localização Município: Francisco Morato CEP do imóvel: 07996-005 Bairro: Res São Luis VISITAS SOMENTE COM AGENDAMENTO PRÉVIO Fale com agora mesmo no telefone ou WhatsApp com: RICARDO - 11-987405205