24 de agosto de 2014

Paranapiacaba vira palco literário em setembro

Quem gosta de literatura não pode deixar de visitar a vila de Paranapiacaba, em setembro. Entre os dias 4 a 7, a antiga vila ferroviária sediará a 1ª Feira Literária do ABC, a Fliparanapiacaba. A programação é rica, extensa e vai homenagear Hilda Hilst, escritora por mais de 50 anos que faleceu em 2004. Mais de 50 convidados estão confirmados e deverão atuar em mesas de debates e palestras, oficinas de criação literária com certificação, contação de história, exposições fotográficas, lançamentos de livros, instalação sensorial; apresentação de vídeos; intervenções nas ruas; jogos lúdicos literários e muita música mesclada com literatura. Tudo de graça.

Para brindar a homenagem que a primeira edição prestará a Hilda Hilst, o trio formado por Giselle Maria (voz), Anette Camargo (piano) e Alexander Souza (piano) interpretará seus poemas musicados por Zeca Baleiro, dias 6 e 7, no Coreto Lyra. Natural de Jaú, a poetisa, dramaturga e ficcionista Hilda Hilst foi uma das principais escritoras das décadas de 1980 e 1990. "É uma das autoras que passeiam por todos os estilos da literatura, uma autora completa; que em 2014 completa 10 anos de sua morte, daí a homenagem", justifica Rosana Banharoli, jornalista e uma das coordenadoras da Fliparanapiacaba.

A 1ª Feira Literária do ABC é para o público de todas as idades. Assim, nos dias 5 e 6, terá Orquestra Infanto-Juvenil Locomotiva, com mais de 50 crianças, além da contação de histórias e apresentações de peças teatrais, entre elas O mundo imaginário,com o grupo Balaio D' Arte, e Mistério dos 4Ps, com o Teatro do Tomé. Além disso, todos os dias os autores convidados irão comercializar seus livros, em bancas que serão montadas no local.

Uma das principais atrações é a mesa literária de inclusão, sábado, dia 6, às 15h45, no Espaço Lyra, com participação de Kiusam de Oliveira, Simone Pedersen e Ana Paula Silva, todos da Fundação Doriva Nowill. A ideia da mesa é promover um debate sobre a inclusão social por meio da literatura. Esta e outras mesas inclusivas serão legendadas e também traduzidas em libras, em tempo real.

No Coreto Lyra, a banda Suidara Rock do Sertão vai inovar na animação, com show literomusical. A banda tocará músicas com poesias, com estilo de rock e ainda lembrando um pouco do sertão. "Será algo totalmente diferente", comenta Rosana.

Público diversificado

No sábado e domingo, a programação vai ser ainda mais recheada. Segundo Rosana, o festival mesclará apresentações de autores nacionais e da região. A expectativa é atrair visitantes de todo o Estado: de 1 m Il a 1,5 mil pessoas na quinta e sexta-feira; e no final de semana até 7 mil. "Nós focamos a princípio nos estudantes de Letras, mas foi uma surpresa sermos procurados para fazer parceria com a Universidade Federal do ABC, e com isso incluir alunos de Engenharia e Psicologia também no evento", comenta.

Rosana Banharoli comenta que o festival literário será uma grande oportunidade para o público conhecer grandes autores da literatura nacional e também os autores locais apresentarem seu trabalho para a população daqui. A Fliparanapiacaba conta com o apoio cultural de diversas instituições, como a Poiesis: Oficinas Culturais; Núcleo de Apoio ao Escritor; Casa das Rosas, Museu da Língua Portuguesa; OAB 38ª Subseção Santo André; CPTM; Hussardos Clube Literário; STN Caption; Instituto Hilda Hilst; Fundação Dorina Nowill e outros.

Fliparanapiacaba
De 4 a 7 de setembro,
Das 10 às 17h
Gratuito
Programação - http://fliparanapiacaba2014.wix.com/fliparanapiacaba
Repórter Diário 
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).