25 de julho de 2014

Passarela da estação Vila Prudente ficará para depois da inauguração do monotrilho

Desde a inauguração da estação Vila Prudente da Linha 2 – Verde do metrô, os usuários de transporte público cobram uma passarela que ligue o sentido bairro da avenida Anhaia Mello com a parada.

A alegação da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, na ocasião, é que no canteiro central do trecho seria erguida a estação Vila Prudente da Linha 15 – Prata do monotrilho, que contaria com a passagem aérea para facilitar a travessia da população. Entretanto, a pouco tempo da inauguração – que não tem data definida (leia abaixo), apenas a passarela no sentido Centro foi construída, os trabalhos do outro lado da via sequer começaram.

Em abril de 2013 a Folha fez uma entrevista exclusiva com o gerente da Linha 15, Paulo Sérgio Meca, e o chefe do Departamento de Obra Civil do empreendimento, José Arapoty Prochno, e os dois afirmaram que a estação Vila Prudente seria inaugurada com acesso aéreo para os usuários, nos dois lados da avenida. “É importante ressaltar que toda a mobilidade possível está contemplada neste projeto, inclusive com escadas rolantes e elevadores”, destacou na época José Arapoty Prochno.

Neste mês a Folha voltou a questionar o Metrô sobre o caso e a resposta confirmou que o equipamento ficará para depois da inauguração do transporte: “A estação Vila Prudente terá passarelas interligando os dois lados da Anhaia Mello. A referida passarela, no sentido bairro da via, faz parte de uma 2ª etapa da obra”, informou a nota da Companhia.

Enquanto isso, quem sofre são os usuários do metrô, que continuam se arriscando na travessia da avenida. “É uma vergonha. É a única estação que fica em uma avenida que não conta com passarela ou uma passagem subterrânea. Com a inauguração do monotrilho vai ter mais gente ainda passando a pé pelo trecho. É uma falta de respeito sem tamanho fazer as pessoas atravessarem pelo meio da Anhaia Mello. Gastaram bilhões nestas obras e não sobrou um pouquinho de dinheiro para fazer uma passarela?”, indaga o usuário Bruno Teixeira Aguiar.

Entrega do primeiro trecho segue sem data definida



Apesar do secretário estadual de Transportes Metroviários, Jurandir Fernandes, ter confirmado no início do mês que o primeiro trecho da Linha 15 – Prata do monotrilho, entre as estações Vila Prudente e Oratório (2,9 km incluindo o Pátio Oratório), seria inaugurado até o final de julho, o Metrô, por meio de sua assessoria de imprensa, via telefone, informou nesta semana que a entrega do transporte não tem data prevista. De acordo com a assessoria, a inauguração está próxima de ocorrer, porém, o dia exato ainda não foi definido.

Entretanto, como afirmado anteriormente, o monotrilho começará a funcionar apenas aos finais de semana, com o público podendo fazer somente viagens pré-agendadas e monitoradas. O funcionamento comercial, com cobrança de passagens, e das 4h40 às 24h, deve acontecer entre setembro e outubro.

Fonte: Folha VP
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).