24 de julho de 2014

Globo se isenta, e coloca culpa no Metrô

Ontem testemunhamos como é tratado o futebol (não jogado), mas o NEGOCIO futebol no nosso pais!

No inicio do segundo, o sistema de alto-falante do estádio, anuncia que o metrô só fica aberto até 0:29. O que vimos foi um tremendo estupro dos direitos das pessoas que pagaram o ingresso e não puderam assistir ao jogo completo!

O absurdo começa, não é com o metrô funcionando até 0:29, gente estamos falando de meia-noite e vinte e nove minutos! Já é tarde pra caramba! Uma partida de futebol, não pode acabar às 23:45, é ruim para todos.

Ai hoje, abro o site da GLOBO e me deparo com a materia dizendo: 'Horário do metrô esvazia Arena Corinthians antes do fim do jogo'. Ai é demais! A emissora marca um jogo para começar às 22:00 e fala que é culpa do metrô!

Existem outros dados, devido ao horario, é a primeira vez que o Corinthians coloca menos de trinta mil pessoas no estádio. Ou seja, o Corinthians perdeu receita!

A pergunta é: Até quando o Corinthians e outros times se submeteram a isso? Porque o jogo não pode começar às 21:30 e terminar 23:15 e o torcedor term mais de uma hora pra se deslocar até a estação?
Lembrando que, por motivo de segurança, é realizada um manutenção preventiva no trilhos e instalações do metrô toda a madrugada. Os trabalhadores do metrô não podem ficar refens!

Porque todos Corinthians, Metrô e Torcida precisam perder, para o GLOBO ganhar?

Fonte: Meu Timão
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).