11 de julho de 2014

Copa: mais de 90% dos torcedores usaram o transporte público para ir ao Itaquerão

Custo extra com o evento foi de mais de R$ 30 mi, equivalente ao gasto no Carnaval e na F1

 O grande destaque da Copa do Mundo em São Paulo foi o uso do transporte público na cidade para o deslocamento até a Arena Corinthians, palco das seis partidas do Mundial de Futebol que a capital paulista recebeu desde o dia 12 de junho. De acordo com o balanço da atuação da cidade na Copa, divulgado nesta sexta-feira (11), mais de 90% dos torcedores se deslocaram de metrô e CPTM para acompanhar as partidas, como explica Nádia Campeão, vice-prefeita e coordenadora da SPCopa (Comitê Especial para a Copa do Mundo).

 — Isso foi o grande ganho para todos.

 De acordo com os dados da Prefeitura, nos seis jogos realizados em São Paulo, mais de 345 mil pessoas foram ao estádio de metrô ou de Expresso Copa (da CPTM), o que representa uma média de 57,5 mil pessoas por dia de jogo. As partidas foram vistas por um total de 375.593 espectadores, com média de público na Arena Corinthians de 62.698 pessoas.

Raquel Verdenacci, coordenadora executiva do Comitê Paulista da Copa 2014, comemora o desempenho do transporte público durante o evento.

 — O metrô e a CPTM deram conta do recado.

 Segundo a coordenadora, o estímulo ao transporte público para chegar ao Itaquerão será mantido de agora em diante.

 A Prefeitura observou que muitos torcedores chegaram aos jogos poucas horas antes ou precisavam voltar aos seus países logo depois. Com isso, a linha executiva exclusiva oferecida pelo EMTU, que fazia o trajeto do Aeroporto Internacional de Guarulhos até a Arena Corinthians, foi utilizada por 5.903 passageiros.

 Público dos jogos 

Desde o dia 12 de junho, cerca de 1 milhão de pessoas participaram de eventos ligados a Copa do Mundo incluindo a presença no estádio, na Fan Fest, no centro de São Paulo, e as exibições públicas dos jogos — a presença na Vila Madalena neste período não está contabilizada neste número.

 O prefeito Fernando Haddad, que abriu o evento da divulgação dos dados nesta manhã, destacou o custo extra, o chamado custeio, que a cidade teve com o Mundial. Segundo ele, o gasto extra (que não inclui custo com estádio e aeroportos) com ações de trânsito, limpeza e montagem do Centro Aberto de Mídia, por exemplo, ficou entre R$ 30 e R$ 40 milhões, o que é equivalente ao que a Prefeitura empreendeu durante o Carnaval e a Fórmula 1.

 — Fomos muito bem sucedidos em conter esse tipo de custo, pois é um gasto que vai e não volta mais.

 Haddad também destacou a importância do paulistano para o sucesso do evento na capital.

 — Temos muito a agradecer aos moradores e trabalhadores de São Paulo pela acolhida aos turistas (...) Desejamos que o turismo de São Paulo seja promovido nesse evento para os próximos anos.

 Turistas

 A Copa atraiu 495.859 turistas para a capital entre os dias 12 de junho e 10 de julho, de acordo com a SPTuris (São Paulo Turismo). Desses, 299.322 eram brasileiros e 196.547, estrangeiros. Um a cada três visitantes de outros países era argentino.

 Cada turista estrangeiro gastou, em média, R$ 4.800 no País. Já os brasileiros deixaram R$ 2.200, por pessoa. A movimentação financeira foi superior a R$ 1 bilhão.

 A presença de estrangeiros em bares e restaurantes da cidade aumentou 80%. Já a visitação à avenida Paulista, ao Museu do Futebol e ao Mercado Municipal cresceu 20%. Grande parte dos turistas (73%) deram nota entre 7 e 10, com elogios para a gastronomia e a vida noturna da cidade.

 Trânsito

 Ao longo do evento, a Prefeitura e o Comitê Paulista adotaram medidas para ajustar a demanda ao trânsito da capital, principalmente depois do dia 17 de junho, quando os brasileiros não conseguiram chegar em casa a tempo para assistir à partida entre Brasil e México, com mais de 300 km de lentidão no período da tarde. Uma das medidas foi ampliar o horário do rodízio e das faixas exclusivas de ônibus, que funcionam apenas em horário de pico. Segundo Nádia, não há indicação de que o rodízio estendido será adotado permanentemente na cidade.

 — Foi um conjunto de medidas para a Copa.

 A CET também alterou o trânsito no entorno da Fan Fest, da Arena Corinthians e da Vila Madalena, com bloqueios de ruas e avenidas.

 R7

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa

Apartamento em Francisco Morato finaciado pela Caixa
ÚNICO DA REGIÃO ENTREGUE TOTALMENTE ACABADO, COM PISO EM TODAS AS ÁREAS ✅ ESCRITURA GRÁTIS! 💥 APARTAMENTOS LOCALIZADOS A 1,8 KM DA ESTAÇÃO BALTAZAR FIDÉLIS 💥 Se você: ✅ Trabalha registrado ✅ Possui renda familiar de R$ 2200 ou mais ✅ Possuis FGTS Não perca mais tempo, saiba que você possui um excelente potencial de financiamento e não pode deixar essa oportunidade escapar! SUA OPORTUNIDADE CHEGOU ✅ 1 Vaga ✅ Condomínio com portaria 24hs. ✅ Piscina ✅ Salão de Festas ✅ Churrasqueira ✅ Quadra ✅ Playground ✅ Plantas de 46 e 46 M². O único da região que entrega totalmente acabado e pronto para morar ***Use seu FGTS *** Financiamento Caixa Econômica Federal *** Entrega garantida pela Caixa prevista para maio de 2019. Localização Município: Francisco Morato CEP do imóvel: 07996-005 Bairro: Res São Luis VISITAS SOMENTE COM AGENDAMENTO PRÉVIO Fale com agora mesmo no telefone ou WhatsApp com: RICARDO - 11-987405205