11 de junho de 2014

Metrô diz que vai avaliar individualmente casos de demissão por justa causa

Empresa mandou embora 42 funcionários durante a greve que durou cinco dias

Representantes do Metrô saíram de uma reunião no MPT (Ministério Público do Trabalho), na tarde desta quarta-feira (11), alegando que vão se comprometer a avaliar as demissões de 42 funcionários caso a caso, segundo nota divulgada pelo órgão. O encontro entre patrões e empregados foi um pedido da Procuradoria Regional do Trabalho para tentar colocar fim ao impasse entre as partes.

Desde segunda-feira (9), os metroviários pedem que a companhia reintegre os colegas demitidos, por justa causa, durante a paralisação de cinco dias. O Metrô alega que eles não foram desligados em virtude da greve, mas por diversos motivos como atos de vandalismo, uso do sistema de som das estações de forma indevida, incentivar usuários a pular as catracas, entre outros. O governador já anunciou que não vai reconsiderar as demissões.

O MPT sugeriu à empresa que avalie individualmente os casos e que apresente as provas que motivaram as dispensas de cada um dos trabalhadores, além de permitir que eles apresentem defesa e contraprovas. Ainda nesta noite, os metroviários vão se reunir novamente em assembleia para decidir se voltam a paralisar as atividades amanhã, no dia de abertura da Copa do Mundo, na zona leste. Mesmo com a ameaça, o governo garantiu que o Metrô funcionará durante o Mundial.

R7
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).