4 de junho de 2014

Aviso sonoro em trem do Metrô culpa governo por greve

Diante de uma imitente greve, marcada para começar na quinta-feira, funcionários do Metrô passaram a anunciar nos trens e nas estações que o principal culpado pela eventual paralisação é o governo do Estado. 

Um vídeo gravado em uma das composições da Linha 2-Verde do Metrô mostra o maquinista avisando que a categoria está em campanha salarial. “Atenção, os metroviários estão em campanha salarial. Se houver paralisação, a responsabilidade é do governo do Estado. Contamos com seu apoio“, diz o locutor.

Segundo o sindicato da categoria, essa é uma orientação feita aos funcionários para que a população não seja pega de surpresa. Além dos alertas sonoros, os funcionários estão distribuindo uma cartilha informando os pedidos dos trabalhadores e as condições da greve.

Ainda de acordo com o sindicato, uma audiência entre os metroviários e a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) terminou sem acordo nesta quarta. Na segunda, a empresa já havia oferecido aumento de 7,8%, mas a categoria pede 16,5% de reajuste. Na reunião de hoje, o valor oferecido foi de 8,7%, o que desagradou os trabalhadores, que voltaram a pedir proposta mínima de 10%.

A decisão pela greve deverá ocorrer em uma assembleia agendada para as 18h30 desta quarta.
Fonte: Terra
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).