20 de maio de 2014

Sindicato dos ferroviários de SP aceita proposta de reajuste

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo decidiu, em assembleia na noite de ontem segunda-feira, aceitar a proposta da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Os trabalhadores estavam em estado de greve desde a semana passada, quando as negociações começaram a ser mediadas pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.

A CPTM aumentou a proposta de reajuste de 7% para 7,5%, além de elevar o vale-alimentação para R$ 247. Permanece em negociação, entretanto, a participação nos resultados. A empresa oferece o valor mínimo de R$ 3,5 mil atrelado ao cumprimento de metas. Os empregados não aceitam a condicionante imposta pela companhia para receber o valor.

O Sindicato dos Trabalhadores da Zona Central do Brasil aceitou apenas parte da proposta da CPTM e seus filiados permanecem em estado de greve. Os funcionários representados pelo sindicato operam as linhas 11 e 12 de trens, que fazem a ligação da zona leste de São Paulo à região central. Em assembleia, os trabalhadores não aceitaram o percentual de reajuste e o valor mínimo de participação nos resultados.

Terra
Comentários
0 Comentários
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).