15 de maio de 2014

Cerca de 300 metroviários fazem protesto no centro

Intenção é forçar governo a negociar, por exemplo, reajuste, vale-refeição e plano de carreira

 

Cerca de 300 funcionários do metrô percorreram algumas ruas do centro de São Paulo na madrugada desta quinta-feira (15). A manifestação foi pacífica. A intenção dos trabalhadores é forçar o governo do Estado a negociar algumas reivindicações. Entre os pedidos, reajuste salarial, aumento no vale-refeição e plano de carreira para algumas funções.

 

Os metroviários percorreram vias da região central carregando faixas, cartazes e tochas. Nesta quinta-feira, os trabalhadores irão trabalhar com o colete do  movimento e setores como administração, logística e manutenção ficarão paralisados, segundo o Sindicato dos Metroviários. Apesar disso, eles garantem que o metrô irá funcionar normalmente.  

 

Ainda nesta quinta-feira, os representantes do sindicato e da diretoria do Metrô irão se reunir para discutir as reivindicações. A assembleia da categoria acontece no dia 20 de maio e, dependendo das negociações, os metroviários não descartam a possibilidade de greve.  

 

R7

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).