4 de abril de 2014

Alfinete vira arma contra "encoxadores" do metrô

Devido aos recentes casos de abuso sexual registrados no transporte público de São Paulo, um grupo feminista resolveu protestar de maneira diferente. Alfinetes estão sendo distribuídos para mulheres em uma estação de metrô para coibir a ação dos chamados “encoxadores”.

A campanha é do Movimento Mulheres em Luta, que distribuiu os kits - acompanhados da frase “Não me encoxa que eu não te furo” - desde as 7 horas desta sexta-feira na estação Capão Redondo do metrô.

Segundo nota divulgada no site do grupo, a medida busca denunciar a violência e o assédio às mulheres no transporte público e “exigir do Metrô e do governo do estado que façam uma campanha de conscientização e combate aos assédios”.

“O primeiro responsável por essa situação é o governo do estado, que não dá condições dignas de transporte para a população. Em segundo lugar, é necessária também, a educação e coação no próprio transporte público. Ausentes todas essas medidas, em meio ao caos e situação de barbárie, nossa obrigação é assegurar o direito de autodefesa das mulheres”, diz o texto.

#nãomereçoserestuprada

Recentemente, a campanha contra o estupro criada pela jornalista Nana Queiroz ganhou grande repercussão nas redes sociais. Várias mulheres aderiram ao movimento e publicaram fotos sem roupa segurando placas com a frase “Eu não mereço ser estuprada” cobrindo os seios.

A iniciativa surgiu após a publicação da pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que apontou que 65% da população acredita que mulheres que vestem roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas.

Após a grande repercussão, que teve resposta até mesmo da presidente Dilma Rousseff, especialistas passaram a questionar a metodologia da pesquisa realizada pelo instituto.

Marina Pinhoni
Fonte: Exame
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).