26 de março de 2014

Na Suíça, o trem atrasa quatro minutos e o maquinista pede desculpas

Foto: RailEurope.com

A expressão "pontualidade britânica" virou um clichê. Muita gente se lembra de primeira da ilha da rainha Elizabeth quando o assunto é pontualidade e hora certa. Mas parece que a pontualidade é regra mesmo em outro país europeu, a Suíça. Não somente pelo fato do país tem uma indústria de relógios famosa no mundo todo.

Mas pelo apreço dos suíços com o cumprimento dos horários. O exemplo para ilustrar a importância dada pelos suíços à pontualidade foi sentida na pele pelo repórter de Turismo do Estadão, Felipe Mortara. Em Lucerna, ele entrou no trem com destino a Berna com apenas um minuto para a partida.

Então surgiu a voz do maquinista no alto-falante da composição: "“Senhoras e senhores, pedimos perdão e compreensão de vossa parte. Por uma falha técnica este trem partirá com quatro minutos de atraso”. Não tem nem como comparar com os ônibus e trens no Brasil, dada a quantidade de atrasos e falhas nos metrôs das capitais brasileiras. Chega a ser inacreditável, né?

Fonte: Yahoo
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Anônimo disse...

Se isso vira moda em São Paulo, os maquinistas ficariam sem voz.

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).