22 de fevereiro de 2014

Turistas ficam presos por 1h no trem de passeio em Campos do Jordão

Viagem foi suspensa após um problema no sistema de freios da automotriz. Passeio foi reaberto há menos de um ano, após ficar parado por acidente.

Cerca de 40 pessoas ficaram presas durante quase uma hora na manhã deste sábado (22) no bondinho turístico que liga Campos do Jordão a Santo Antônio do Pinhal , na Serra da Mantiqueira em São Paulo.
O passeio foi interrompido por volta das 11h50 após o trem apresentar problemas mecânicos. O serviço, que teria ainda uma saída às 14h, foi suspenso até o fim do dia e deve ser retomado neste domingo (23). 

O passeio foi reaberto há menos de um ano após ficar seis meses parado por conta doacidente com a automotriz que matou três e feriu 41 pessoas, em novembro de 2012 . Neste sábado, o passeio foi interrompido após uma fumaça sair do trem durante o trajeto de volta a Campos do Jordão .
O problema teria acontecido no sistema de freios e por segurança o motorneiro decidiu suspender a viagem de volta - os passageiros foram removidos do bondinho de escada. O resgate dos passageiros demorou cerca de duas horas, entre a parada do bondinho até a chegada do ônibus, que os levou de volta para Campos do Jordão. O valor das passagens - de R$ 45 - foi devolvido aos passageiros. 

O percurso tem cerca de 19 quilômetros e termina dois quilômetros antes do trecho em que aconteceu o descarrilamento. O passeio opera de quinta a segunda-feira, com duas saídas diárias a partir de Campos do Jordão, às 10h e às 14h. O passeio tem duração aproximada de 2h30. 

O G1 tentou entrar em contato por telefone e email com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (Cptm), mas não conseguiu localizar ninguém para falar sobre o assunto neste sábado.

Acidente 

Uma sindicância feita pela EFCJ e concluída em fevereiro concluiu que houve imprudência e imperícia do motorneiro na condução da automotriz, que descarrilou no dia 3 de novembro de 2012 e bateu contra um barranco em Santo Antônio do Pinhal.

O documento aponta que o condutor trafegou no percurso de descida da serra em desacordo com os procedimentos operacionais da empresa. O funcionário contesta. Já a Polícia Civil concluiu o inquérito policial sobre o caso e indiciou o motorneiro do bondinho por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) e lesão corporal culposa. Ele responde ao processo em liberdade.

G1
 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).