3 de fevereiro de 2014

Ferroviários dão início à campanha salarial

Depois dos metroviários, chegou a vez dos ferroviários da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) darem início à  campanha salarial de 2014. A extensa lista de pedidos tem 84 itens que incluem o aumento de salários e de benefícios.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Ferroviários, Eluiz Alves de Matos, as datas dos encontros com a empresa do governo estadual devem ser definidas ainda esta semana . “Creio que a primeira reunião vai  acontecer em meados de fevereiro. Se tudo correr bem, fechamos acordo em março, que é o mês da nossa data-base”, disse, esperançoso.

O ponto de partida da discussão  é o salário. Segundo o sindicato, os ferroviários pedem correção inflacionária pelo maior índice do período e mais 8% de aumento real para toda a categoria, independentemente da função. Além disso, eles  querem  participação nos lucros e resultados com garantia mínima de R$ 5 mil — em 2013 o valor desse benefício foi de  R$ 3,3 mil. Um novo plano de carreira também foi incluído na pauta.

A categoria ainda vai tentar  “turbinar” alguns benefícios trabalhistas. Um deles é o vale-refeição. O pedido é de reajuste para  R$ 720 (24 cotas de R$ 30) e vale-alimentação de R$ 247,69. Para as mulheres, os ferroviários querem um auxílio materno/infantil de R$ 500.

A categoria vai tentar colocar em discussão ainda os 30% de adicional de risco de vida ou bônus por periculosidade, um item delicado  que  gerou polêmica com os metroviários. Caso consigam convencer a direção da CPTM a pagar o adicional no salário,  um agente operacional 1 em início de carreira que hoje ganha R$ 2 mil, passaria a receber R$ 2,6 mil.

“Os nossos agentes estão expostos a todo e qualquer risco. Há diversos casos de agressões, alguns deles aconteceram não faz muito tempo”, disse Matos.

No ano passado, um condutor foi agredido após se desentender com um vendedor ambulante que vendia produtos no interior da composição. Matos mencionou também o caso de um jovem passageiro  baleado na última segunda-feira, após desentendimento com outro usuário na Estação Luz, às 17h, em pleno horário de grande movimento na estação.


Fonte: Rede Bom Dia

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).