25 de dezembro de 2013

Metrô SP prepara grande concurso para 2014

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) confirmou a realização de um grande concurso já no 1º semestre de 2014. De acordo com informações da assessoria de imprensa do órgão, o edital está sendo finalizado e deve abranger todas as áreas do Metrô, com as carreiras universitárias, técnicas, operativas e administrativas. A quantidade de vagas a serem ofertadas deve ser definida em breve.

A informação já havia sido adiantada por Alfredo Falchi Neto, gerente de Recursos Humanos da companhia, em entrevista exclusiva concedida à FOLHA DIRIGIDA em novembro de 2012. “Estamos planejando uma seleção, que acontecerá em 2014, para todos os cargos da companhia, incluindo o de operador de transporte metroviário (OTM-1)”, disse à época.

Atualmente, os salários do Metrô podem chegar a R$12.228,40, para o cargo de Especialista I. Já o salário de OTM-1, cargo que exige ensino médio completo, pode chegar a R$2.494,73. No entanto, estes valores ainda podem ser atualizados. A validade do último concurso, realizado em 2011, para diversos cargos do órgão se encerra no dia 11 de maio de 2014. No total, 11.264 candidatos participaram da seleção, sendo que, até novembro deste ano, foram convocadas 1.350 pessoas.

O concurso passado ofertou 63 vagas, além da formação de cadastro de reserva, para as carreiras de Advogado Jr, Analista Desenvolvimento Gestão Jr, Engenheiro Jr, Engenheiro Segurança Trabalho, Médico Trabalho, Técnico Segurança Trabalho, Técnico Sistemas Metroviários, Auxiliar Enfermagem Trabalho, Assistente Administrativo Jr, Oficial Logística Almoxarifado I, Operador Transporte Metroviário I, Oficial Manutenção Instalações I, Oficial Manutenção Industrial e Usinador Ferramenteiro.

Todos os contratados passam por um período de integração, promovido pela gerência de Recursos Humanos, para que possam conhecer um pouco mais sobre a empresa e às áreas de atuação. “Para cargos operativos e técnicos há treinamentos específicos. Para os OTMs-1 esse período dura por volta de quatro meses. Os agentes de segurança têm outro tipo de treinamento, mais complexo, que envolve a parte física”, contou Falchi.

Necessidade

De acordo com o diretor de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves sobre Trilhos no Estado de São Paulo, Tiago Pereira, a necessidade de realização de novos concursos para o órgão é primordial, para suprir a carência de funcionários. “Nós trabalhamos com um quadro bem reduzido. Há estações que deveriam ter de quatro a cinco trabalhadores, mas que atuam com apenas três. Além disso, no caso dos operadores de trem, há um excesso de horas-extras”, diz. “Também há muitos aposentados na ativa”, acrescenta. De acordo com Tiago, a companhia vem realizando uma série de concursos internos, o que libera mais vagas nos cargos de base, como é o caso de operador de transporte metroviário (OTM-I). “Pensamos que um novo concurso deve contratar mais para este cargo. No entanto, faltam funcionários em todas as áreas”, finaliza.

Fonte: Folha Dirigida

Curta nossa página no facebook

As notícis veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do Blog Diário da CPTM
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).