15 de outubro de 2013

Prefeitura testa ônibus com internet wi-fi, TV e aviso sonoro de paradas

Projeto-piloto dos “ônibus inteligentes” conta com alto-falantes dentro e fora do veículo que informam as próximas paradas, além de internet banda larga com sinal Wi-Fi livre e sistema de TV com notícias e tecnologias operacionais

A Prefeitura de São Paulo testa, por meio de um projeto-piloto da SPTrans, uma série de novas tecnologias em uma linha de ônibus da capital. Atualmente, 20 veículos da linha 509M – Jardim Miriam/Terminal Princesa Isabel já contam com equipamentos de Wi-Fi livre com internet banda larga, sistema de televisão que exibe notícias e serviços para os usuários e alto-falantes externos e internos, que avisam os passageiros sobre as próximas paradas do coletivo. Além disso, um painel eletrônico instalado dentro dos veículos também informa o itinerário para facilitar o desembarque do passageiro.

O projeto está sendo gradualmente ampliado para outras quatro linhas em diferentes regiões e, se aprovado após o período de monitoramento, poderá ser integrado a toda a frota do sistema de transporte coletivo - conta com cerca de 15 mil ônibus e mais de 1,3 mil linhas e itinerários.

Com acessibilidade plena para pessoas com deficiência, os “ônibus inteligentes” contam ainda com equipamentos que ajudam o setor operacional do sistema de transporte coletivo, como aparelhos de telemetria, que indicam dados do desempenho do motor, além de câmeras de segurança ligadas a central da SPTrans e sistema de GPS, que permite saber a localização instantânea do veículo e até informar os usuários em painéis nos pontos.

Os novos ônibus estão servidos com aparelhos de contador de passageiros e acompanhamento de lotação, que apontarão quando o coletivo estiver cheio e acima da capacidade. Segundo a SPTrans, a informação serviria para, por exemplo, o motorista do coletivo optar por uma viagem expressa ou com menos paradas, aumentando a velocidade e diminuindo a lotação dentro dos corredores de ônibus.

“São equipamentos que vão, de um lado, prestar melhores serviços para o usuário no sentido de orientar melhor a viagem com informações como o destino, próximas paradas e o wi-fi dentro dos ônibus para navegar na Internet e, por outro lado, outras tecnologias com grande utilidade para termos condições de operar e controlar a rede de transporte”, afirmou o diretor de gestão econômico-financeira da SPTrans, Adauto Farias.

“A cidade precisa de uma operação mais ordenada, mais disciplinada e mais organizada e essa tecnologia virá para nos ajudar nesse sentido. A ideia é de que esses equipamentos auxiliem a cidade a operar de uma maneira mais racional e confortável para o usuário”, comentou.

Outro sistema embarcado dos veículos inteligentes, também por câmera, permite fotografar e identificar veículos que invadam, sem autorização, as faixas exclusivas e corredores de ônibus. Apesar de estar em fase de testes para servir para multas de trânsito neste tipo de caso, o sistema ainda precisaria de regulamentação pelas autoridades de trânsito. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), trafegar pela faixa exclusiva de ônibus é uma infração leve que gera perda de três pontos na carteira e multa de R$ 53,20.

“Na eventualidade de haver uma invasão de corredor por um veículo não autorizado, ele vai fazer o reconhecimento da placa e vai ser emitida uma multa, embora isso seja uma coisa que ainda dependa de autorizações finais da autoridade de trânsito”, disse Adauto Farias.

Usuários
Para os usuários, as novas tecnologias tornam as viagens mais confortáveis e seguras. A assistente administrativa Neide dos Santos Reis, de 46 anos, que utiliza a linha 509M – Jardim Miriam/Terminal Princesa Isabel há dois anos, acredita que os avisos sonoros e visuais externos e internos facilitam o desembarque dos passageiros e aumenta a segurança, já que o motorista não precisa mais dar informações como essas. “Antes, andava e não sabia onde estava. Até conhecia meu ponto, mas se precisasse descer antes ou em outro lugar tinha que perguntar. Com a opção da TV e da internet a viagem fica mais agradável”, afirmou.

Usuário da linha há quatro anos, o cozinheiro Claudinaldo Lopes Justino, de 35 anos, aproveita o sinal wi-fi livre para se informar na internet durante o itinerário. “É uma opção para passar o tempo enquanto viajo. Posso até me distrair que, quando chega o ponto, o sistema sonoro avisa e não perco o lugar para descer”, disse.

O motorista Expedito Caetano Costa, que trabalha na linha há 15 anos, afirma que as inovações tecnológicas são excelentes para os condutores e passageiros. Ele explica que deficientes visuais são os maiores ganhadores com o sistema que faz aviso sonoro das paradas. “Facilitou muito. A viagem fica mais agradável e está mais rápida, com os corredores e as faixas exclusivas”, disse o motorista.
FOTOS
Crédito: Fernando Pereira / SECOM
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).