9 de outubro de 2013

Metrô terá novo túnel entre Paulista e Consolação

O problema da superlotação do túnel de passageiros entre as Estações Paulista e Consolação, nas Linhas 2-Verde e 4-Amarela do Metrô de São Paulo, será resolvido com três intervenções distintas, incluindo duas novas saídas para a rua. A mais ambiciosa das soluções prevê a construção de outra passagem subterrânea entre as duas paradas, paralela à existente, disse ontem o presidente da Companhia do Metropolitano, Luiz Antonio Carvalho Pacheco.

Em entrevista, o dirigente afirmou que essa construção, especificamente, deverá custar entre R$ 20 milhões e R$ 25 milhões e levar cerca de dois anos para terminar - a previsão é de que a escavação comece em 2014. “É uma obra complexa, você não tem muito acesso ao túnel e as duas estações estarão operando. É difícil.”

Quando esse túnel estiver pronto, funcionará com o fluxo dos passageiros em apenas um sentido - provavelmente o da Estação Paulista. Desta forma, o que existe hoje e está superlotado terá usuários seguindo para a Consolação, desafogando-o substancialmente.

Em setembro, uma pane nas esteiras rolantes dessa passagem deixou 20 feridos. Oito meses antes, outro acidente no mesmo local, sempre cheio, culminou no ferimento de 11 passageiros. Na época, o Ministério Público Estadual abriu um inquérito para investigar a segurança da passagem, por onde circulam, segundo dados de 2011, 98 mil pessoas por dia. Uma das recomendações do promotor Maurício Ribeiro Lopes foi a de remoção das esteiras rolantes.

Pacheco falou ontem que a sugestão poderá ser acolhida. “Estamos pensando a partir da implementação (desse túnel novo) desativar as próprias esteiras (do túnel atual).” A passagem que já funciona, com 195 metros de comprimento, opera no limite de sua capacidade desde sua abertura, em 2010.

Saída

Outra medida que será adotada é a construção de uma nova saída do complexo das Estações Paulista e Consolação na Avenida Paulista, perto da esquina com a Rua da Consolação, onde funcionava o antigo acesso para pessoas com deficiência da Estação Consolação.

Além dessa, um novo acesso será feito na Rua Bela Cintra. “Vai ser só saída, da Linha 4 diretamente para a rua.” As obras devem ser entregues em 2013. Pacheco não informou quanto custarão as duas intervenções. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

http://feeds.feedburner.com/PortalDirioDaCptm
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).