17 de outubro de 2013

Linha 4 do Metrô transporta 650 mil por dia

A analista de sistema Adriana Pinheiro, 40 anos, deixou o carro na garagem e passou a usar a Linha 4 do Metrô para chegar mais rápido ao trabalho. De carro, ela demorava cerca de duas horas para chegar ao seu destino – o dobro do tempo usado com o transporte público. Ela é uma das 347 milhões de pessoas que usaram a via em seus dois anos de funcionamento pleno (das 4h40 à 0h), completados nesta quarta-feira. 

Adriana mora na Mooca, na zona leste, e trabalha em Santo Amaro, na zona sul. “Era estressante e cansativo. Como não havia a conexão entre as linhas, não tinha opção de caminho. Hoje, gasto uma hora para fazer o mesmo trajeto”. 
Para atender todo esse contingente – média de 650 mil passageiros transportados por dia útil – os trens da linha realizaram mais de 450 mil viagens no trecho entre as estações Luz e Butantã, equivalente a uma distância de 4,5 milhões de quilômetros percorridos nos atuais 9,5 quilômetros de trilhos. 
No ano passado, a Linha 4-Amarela obteve avaliação favorável de 85% dos usuários de transporte público na cidade de São Paulo e região metropolitana, pela Pesquisa de Imagem 2012 da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos). E, em 2013, ela foi escolhida como melhor PPP (Parceria Público-Privada) da América Latina e Caribe pelo IFC (Internacional Finance Corporation), entidade financeira ligada ao Banco Mundial.

Outra fase
Quando as cinco novas estações (Fradique Coutinho, Oscar Freire, Higienópolis-Mackenzie, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia) da Fase 2 estiverem prontas, a Linha 4-Amarela terá 12,8 quilômetros de extensão e 11 estações, ligando a região da Luz, no centro da cidade, ao bairro de Vila Sônia, na zona oeste.
Segundo a assessoria do Metrô, as estações Fradique Coutinho, Oscar Freire, Higienópolis-Mackenzie, São Paulo-Morumbi serão inauguradas em 2014, sem dar previsão do mês em que isso deve ocorrer. A estação Vila Sônia - com terminal de ônibus - só deve ser aberta em 2015. A assessoria não informa se, pelo planejamento, o início das operações nos casos será em horário integral.
A expectativa é que, quando totalmente finalizada, a linha 4 transporte, com as 11 estações, cerca de um milhão de passageiros diariamente. Serão 29 trens em operação  - hoje são 14 - para atender a demanda, estimada em cerca de 1 milhão de passageiros por dia/útil.
Fonte: Band
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).