7 de junho de 2013

Secretário nega que troca no Metrô tenha relação com atraso em obras

'É uma troca de bastão', afirmou secretário dos transportes metroviários. Atual presidente do Metrô será substituído por secretário adjunto.

O secretário estadual dos Transportes Metroviários, Jurandir Fernandes, disse nesta quinta-feira (6) que a mudança na presidência do Metrô já estava prevista e não tem relação com o ritmo das obras.

O ex-presidente Peter Walker deixou o posto e voltou ao cargo de secretário adjunto, que ocupava antes. Ele será substituído por Luiz Antônio Pacheco, atual secretário adjunto de transportes metropolitanos.

“É meramente uma troca de bastão nessa corrida contra o tempo para fazer o que temos que fazer”, afirmou Fernandes. O secretário disse que havia prometido a Walker que ele voltaria ao cargo de secretário adjunto. “O momento agora é de obra, de todas as licitações completadas e eu atendi a isso que ele tinha demandado", disse.

Ainda segundo o secretário, Pacheco foi preparado nos últimos quatro meses para que entrasse conhecendo o ritmo das obras. “Ele vai ter muita facilidade”, afirmou Fernandes.

Metrô dos sonhos
Em audiência com o Ministério Público, o Metrô apresentou um estudo segundo o qual a rede "dos sonhos" estará pronta em 2030, com 272 km de extensão para 13 milhões de passageiros por dia.

Fernandes afirmou que cidade vive hoje efeitos da falta de investimento nas décadas de 80 e 90, mas acredita que agora está no caminho certo. "Nós vamos ganhar essa batalha", afirmou, lembrando que  o ritmo de crescimento populacional está diminuindo e os investimentos aumentando.

O secretário defendeu ainda descentralização dos empregos, disse apostar no investimento em corredores de ônibus e pediu colaboração dos passageiros para que evitem viagens desnecessárias em horários de pico.

G1

Por Roney Domingos
Do G1 São Paulo

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).