22 de junho de 2013

Movimento Passe Livre volta atrás e diz que protestos em SP não vão parar

Integrantes do grupo haviam anunciado que não convocariam novas manifestações devido à participação de ativistas que apoiavam causas divergentes das do MPL

Em nota divulgada no Facebook na noite dessa sexta-feira, 21, o Movimento Passe Livre (MPL) voltou atrás e disse que não vai suspender os protestos em São Paulo. Integrantes do grupo haviam anunciado que não convocariam novas manifestações devido à participação de ativistas que apoiavam causas divergentes das do MPL.

Entretanto, O Movimento Passe Livre São Paulo afirmou na rede social que não vai deixar de se organizar e sair às ruas. "Não estamos suspendendo os protestos. Sempre afirmamos que a luta contra o aumento ia continuar até a revogação. Agora que a tarifa baixou, vamos dar continuidade à luta, pela tarifa zero", declara a nota.

A afirmação de que o grupo não convocaria mais protestos gerou polêmica nas redes sociais. Internautas comentavam que o MPL havia desistido dos atos depois de conquistar a revogação do aumento das passagens. Alguns chegaram a sugerir que o movimento estaria "se vendendo" às autoridades ao não convocar mais protestos.


Clarice Cudischevitch - O Estado de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).