3 de junho de 2013

Metroviários aceitam proposta e cancelam greve

O Metrô aceitou conceder um aumento de 8% aos funcionários para evitar a greve da categoria, que poderia ocorrer na terça-feira, 4. Em assembleia na noite desta segunda-feira, 3, os metroviários decidiram cancelar a paralisação.

O porcentual de reajuste foi sugerido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em audiência de conciliação, e a liderança do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários de São Paulo concordou.

A primeira proposta da companhia, de 6,95% de aumento, havia sido rejeitada pelos metroviários. Nesta terça, porém, ainda haverá a definição sobre uma possível greve dos funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).


Estadão
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

HDAVERDADE disse...

O governo paulista tinha que terceiriza os funcionário,ai eu queria ver se eles iam fazer graça,tem gente que pega trem e metrô lotado para ir trabalhar para ganhar menos de um salário mínimo

HDAVERDADE disse...

O governo paulista tinha que terceiriza os funcionario,ai eu queria ver eles fazerem graça,tem gente que pega trem e metrô lotado para ganhar menos de um salário.

Anônimo disse...

Nesses casos de greve, a punição deveria ser a perda do emprego!!!! Eles já ganham muito bem, já a maioria das pessoas que dependem desse transporte de péssima qualidade para ganhar salários bem inferiores sofrem na mao desses inúteis!!

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).