29 de abril de 2013

Obras de estação Poá estão em ritmo lento

Trabalhos se concentram nos pilares das salas técnicas e da plataforma provisória
Investimento de R$ 16 milhões da CPTM tem previsão de entrega para o primeiro semestre de 2014; serviços tiveram início em novembro de 2012

As obras de reforma e adequação da estação de trens de Poá, na linha 11 - Coral, seguem em ritmo lento. O projeto, que recebeu investimento inicial de R$ 16 milhões foi iniciado em novembro do ano passado. Segundo a assessoria de Imprensa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), a previsão de entrega das obras é para o primeiro semestre de 2014.

Cerca de 300 mil usuários utilizam diariamente o terminal central de trens em Poá. De acordo com pessoas entrevistadas pelo Dat no início das obras, a estação, que foi inaugurada em 1984, oferece boa estrutura de embarque e desembarque, e era considerada melhor do que a estação Calmon Viana, que fica no mesmo município e passou por reformas em 2010.

Porém, as obras nos terminais ferroviários são necessárias para atender às novas demandas de acessibilidade e oferecer estrutura adequada para que os trens do chamado "Expresso Leste", passem a circular pela região, eliminando a baldeação na estação Guaianases.

Técnicos da CPTM estiveram em Poá, no início do ano para discutir com o prefeito Francisco Pereira de Sousa (PDT), o Testinha, e com o secretário de Obras, Genésio Severino da Silva, a possibilidade de incluir novos elementos estruturais ao projeto do terminal ferroviário. Porém, nem mesmo as obras contempladas no projeto inicial foram, de fato, iniciadas.

De acordo com a assessoria da empresa pública, atualmente os trabalhos estão concentrados na execução dos pilares da estrutura das salas técnicas e obras da plataforma provisória, no lado sul, no sentido Estudantes.

Ainda segundo o órgão, as obras contemplam a implantação de plataformas cobertas e todos os itens de acessibilidade, como elevadores, piso e rota táteis, comunicação em braille, corrimãos e rampas adequados, além de banheiros públicos comum e exclusivos para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.


Na região
As estações de trem Suzano e Ferraz de Vasconcelos também sofreram diversas alterações nos cronogramas das obras. O terminal de Ferraz, por exemplo, teve os trabalhos iniciados em 2009, mas só deve ser finalizado no final de 2014.

Fonte: DAT
Lailson Nascimento

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).