19 de abril de 2013

Artigo: Novatos nos trens da CPTM

Você logo percebe quando uma pessoa anda pela primeira vez nos trens da CPTM, principalmente nos horários de pico. É muito fácil essa identificação.

Em alguns casos, ela estará enganchada com outra pessoa, seja mais experiente ou novata, como ela, fato esse que complicará em demasia o sucesso de sua empreitada.

O olhar entrega tudo: a pessoa olha desesperadamente para todos os lados e com aquele olhar de súplica encara os usuários, os seguranças, buscando mapas e demais alternativas de se encontrar no caos.

Se bobear, estará agarrada a um terço, uma bíblia ou qualquer outra coisa que a ajude no desespero para que tudo dê certo.

Muitas vezes, estará com um papelzinho nas mãos, que a essa altura já se encontrará amassado, molhado com o suor da tensão, fazendo com que o endereço e as instruções rabiscadas nele já sejam um borrão, nada mais.

Essa pessoa já sai de casa desesperada por tudo aquilo que ouviu das pessoas que utilizam esse tipo de transporte diariamente. Sempre tem um "espírito de porco" que contará as piores histórias, que tenham ou não acontecido, para assustar essa coitada!

Ela já imagina perder, além do brinco, a orelha. Além da bolsa, o braço todo!

Quando consegue entrar no trem, não tem ideia da sequência das estações. Só avisaram que tem que ser rápida para descer quando o trem parar, mas também falaram para relaxar, pois os maquinistas anunciam a próxima estação no alto-falante.

Esperta que é, decide não dormir e fica acompanhando uma a uma, mas o cansaço bate e acaba dando umas cochiladas rápidas.

Quando acorda não tem ideia de onde está, mas para não passar por desinformada, não pergunta a ninguém a localização porque confia no maquinista. O que ela não esperava era que o condutor anunciasse as estações assim: "próxima estação, chiasdbasdkfjada!" Essa fala inaudível é tão comum que é a maior pegadinha para os novatos de plantão.

Depois disso, você só vê a pessoa rodando como uma barata tonta para conseguir desembarcar e, na maioria das vezes, não consegue.

Enfim, todos nós já fomos assim um dia. Não custa nada ajudar esses novos companheiros de viagem!

Fonte: Andréia Garcia, 
A Viajante Do Trem
*Foto: 2070 em Grajaú Linha 9-Esmeralda

Andréia Garcia é coordenadora de projetos em ERP e autora do blog www.aviajantedotrem.com.br.


As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do Blog Diário da CPTM
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Observações:

  • Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.
  • A transferência entre linhas é garantida desde que o usuário esteja em sua última estação de transferência até as 00h. Para mais informações, confira o Regulamento de Viagem. ​​​​
De domingo a 6ª feira, das 4h à meia-noite, e aos sábados das 4h à 1h (sentido único, do centro de São Paulo para os bairros e municípios da Região Metropolitana).